Roberto Monteiro quer manter reunião deste sábado

21/07/2020 às 23h50 - POLÍTICA

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, protocolou hoje (21) na secretaria do clube um comunicando onde não recomenda a realização da reunião extraordinária do Conselho Deliberativo - marcada para este sábado (25) em São Januário - alegando riscos relacionados à Covid-19. O tema principal é a reforma do estatuto, onde está incluso a eleição direta. A ação causou revolta no presidente do órgão, Roberto Monteiro.

Ao UOL Esporte, o dirigente garantiu a manutenção do encontro até que as autoridades digam que não possa ser realizada, ressaltando que ele foi sugerido respeitando todos os protocolos de segurança.

Além disso, cutucou o mandatário insinuando que o mesmo é contrário à eleição direta e que quer se reeleger "por vias transversas".

"A reunião está mantida até que os órgãos oficiais digam que não pode ser realizada. Isto porque está fundamentada nos próprios decretos e recomendações dos órgãos oficiais. Sabedor que o que está por trás da intenção do presidente Campello é a inviabilização da eleição direta e a prorrogação do mandato por vias transversas. Diretas já", comentou Monteiro via mensagem por Whatsapp.

No documento, Campello alega que a reunião quebrará os protocolos de seguranças adotados para o departamento de futebol, que tem utilizado São Januário para treinamentos até que as obras do centro de treinamento em Jacarepaguá (RJ) fiquem prontas.

O presidente vascaíno também ressalta que remeteu ofício para os órgãos responsáveis pela Vigilância Sanitária.

 

Fonte: UOL Esporte