Rodrigo Caetano lembra convívio com Calçada: 'Carinhoso, educadíssimo'

05/08/2019 às 18h15 - CLUBE

Antônio Soares Calçada deixa saudades até em quem nunca trabalhou diretamente com ele. Rodrigo Caetano é um exemplo. O diretor de futebol do Internacional acumula duas passagens pelo Vasco, entre 2009 e 2011 e em 2014. Nelas, teve a chance de encontrar algumas vezes Calçada em São Januário. Nesta segunda-feira, marcada pela morte do ex-presidente do Cruz-maltino aos 96 anos, ele faz questão de relembrar o ex-dirigente.

- Ele era um senhor carinhoso, educadíssimo, carregava com ele a história do clube. Uma das coisas que eu me lembro era quando eu encontrava com o seu Calçada em São Januário e ele me dizia, "garoto, se você conhecer um pouco da história do clube, você vai ser ainda melhor do que você já é aqui dentro". Eu tinha um apreço grande por ele, era um ícone do Vasco, assim como o Eurico (Miranda, falecido em março). Ele é um dos responsáveis pelo gigantismo do Vasco. Todo vascaíno tem de ter um sentimento de gratidão por ele - afirmou Caetano.

Caetano ainda aproveitou para transmitir seus sentimentos à família de Antônio Soares Calçada e à torcida do Vasco. Lamentou estar longe do Rio tanto na ocasião da morte de Calçada quanto da de Eurico Miranda para prestar homenagem pessoalmente os dois ex-dirigentes que escreveram a história vascaína.

O velório do ex-presidente vascaíno está marcado para às 18h30, em São Januário, aberto ao público que quiser prestar a última homenagem. O enterro deverá acontecer na terça-feira.

Fonte: Extra Online