Rossi lamenta empate e admite desgaste no 2° tempo

26/10/2019 às 19h58 - CLUBE

O início foi a mil por hora. Rossi foi disparado o melhor jogador do primeiro tempo. Mas as quedas no gramado reclamando de cãibras evidenciavam o cansaço do atacante na etapa final do empate por 1 a 1 do Vasco com o Ceará, neste sábado, no Castelão. E o próprio admitiu que a partir de um momento fez apenas figuração no gramado.

Assim como Ribamar, Rossi sofreu com o forte calor da capital cearense e o ritmo alucinante imposto pelos donos da casa em busca do empate. No fim, reconheceu o esforço dos companheiros.
 

- Estamos em uma sequência de jogos muito grande, a logística é complicada. É muito longe, o tempo é muito quente, mas não é desculpa. Sabíamos que eles viriam para cima no segundo tempo e o time está de parabéns pelo que lutou.

"Eu e Ribamar ali... O nosso time praticamente estava com dois a menos. O importante é somar fora de casa. Queríamos a vitória e somamos um ponto importante".

Rossi lamentou o gol de empate sofrido já aos 38 minutos do segundo tempo e rapidamente mudou o foco para o confronto com o Grêmio, quarta-feira, em São Januário.

- O sentimento é de derrota. Estávamos em vantagem e tomar um gol de empate no fim é sempre muito amargo. Agora, é descansar e pensar no próximo jogo.

O zagueiro Ricardo também se disse afetado pelo desgaste físico:

- Aqui é muito abafado, né?! Alguns jogadores tiveram problema, eu também estava cansado. Mas jogar no Vasco é sacrifício. Tentamos. Pecamos ali, sofremos o gol...

Com 38 pontos, o Vasco é o 11º colocado no Brasileirão e encara o Grêmio, quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), em São Januário, pela 29ª rodada.

Fonte: Globoesporte.com