Categorias de base

Sub-20: Siston fala sobre preparação e elogia postura de profissionais

0

Se o profissional do Vasco encara como decisão a partida com o Corinthians, em São Paulo, neste domingo, pela permanência na Série A, a equipe sub-20 tem uma final de fato no mesmo dia, a da Supercopa do Brasil, às 20h, em Cariacica no Espírito Santo. Os comandados de Diogo Siston, atuais campeões da Copa do Brasil da categoria, enfrentam o Atlético-MG, vencedor do último Campeonato Brasileiro, em partida única.

O campeão da Supercopa do Brasil terá direito de disputar a próxima Copa Libertadores da América da categoria - se esta for confirmada pela Conmebol. O Vasco viaja na manhã deste sábado para Cariacica, onde faz seu último treino antes da decisão.

À frente do time sub-20 do Vasco desde outubro, Siston, ex-jogador que foi formado nas divisões de base do clube, já acumula os títulos de campeão carioca e da Copa do Brasil. O treinador falou sobre a reta final de preparação para o duelo decisivo.

- É ajustar o que a gente fez de melhor durante a temporada que passou e durante essas três semanas e meia de preparação. Dar uma amplificada na otimização das coisas que foram interessantes, tomar cuidado com as armas do adversário, que nós sabemos quais são. Lógico que pode haver mudança de jogadores, mas basicamente a gente tem uma boa ideia da estrutura da equipe adversária porque assim jogaram na temporada passada quase que inteira. Assim como acontece com eles, que nos estudaram e sabem como jogamos. A gente espera surpreender e conquistar esse título. Mesmo sabendo que é uma equipe muito difícil de ser batida, temos totais condições de conseguir - afirmou Siston.

Siston também elogiou a postura do trio de profissionais que reforçará o Vasco na decisão contra o Galo. São eles o zagueiro Miranda, o volante Caio Lopes, capitão na conquista da Copa do Brasil, e o atacante Vinícius.

- Está muito claro o processo de transição do Vasco, existe um diálogo entre as pessoas responsáveis pelo profissional e da base para que isso aconteça da melhor maneira possível. A impressão já de início é que eles realmente estão muito focados e encarando esse jogo com muita importância. Isso é muito interessante porque a gente vê jogadores que já tiveram o gostinho de jogar no profissional, que acumulam experiências lá de cima com os jogadores e adversários do contexto do profissional, mas que descem com uma motivação e parecem que nunca deixaram o grupo.

- No sentido de criar um bom ambiente, de fazer parte daquilo. Trazem sim experiência e qualidade porque estão no profissional, conseguiram subir esse degrau, mas se comportam como se fossem jogadores que ainda não estiveram lá em cima. Principalmente na parte disciplinar, de concentração, na atitude nos treinamentos. Eu os sinto bem focados e bem juntos aos demais jogadores do grupo.

Vasco e Atlético-MG se enfrentam em jogo único. Se a partida terminar em empate no tempo regulamentar, o campeão será decidido nos pênaltis.

Fonte: ge