Sorato lamenta falecimento de Eurico: "Perda grande para o Vasco"

12/03/2019 às 18h37 - CLUBE

Vítima de complicações decorrentes de um câncer no cérebro, Eurico Miranda faleceu nesta terça-feira, aos 74 anos. E a morte do ex-presidente do Vasco provocou diversas manifestações de pesar. Uma delas foi do ex-atacante Sorato, autor do gol do título brasileiro de 1989:

 RECEBA AS NEWSLETTERS DO GLOBO:CADASTRAR

Já recebe a newsletter diária? Veja mais opções

- É uma perda grande para o Vasco. Foi um dirigente que mudou o Vasco de patamar. A maior lembrança que tenho dele é a forma com que defendia o clube e os jogadores, blindava o grupo, a instituição, fora os títulos que ele estava no clube. Foi um dirigente que marcou história e será lembrado sempre. Deixou seu legado. Sabíamos dos problemas de saúde dele. É um momento difícil, e gostaria de enviar meus sentimentos à família - disse Sorato.

Outra cria de São Januário, e um dos maiores meias já formados pelo clube, Geovani, ídolo na década de 1980, também lamentou o adeus ao ex-dirigente:

- A morte foi muito chata, triste, porque se despede não só um amigo, quando joguei no Vasco durante quse 10 anos.O  Eurico tinha uma coisa muito boa que falta hoje a muita gente: era muito correto, sincero, lutava pelo Vasco mas era muito correto. Fico triste com a morte dele e só posso pedir a Deus que conforte a família. Como fui jogador do Eurico, me senti confortável, todos os compromissos eram compridos da maneira que ele falava, não era preciso assinar nada, isso que era importante.  Não sei depois com quem trabalhou com ele. Mas com a turma que trabalhou comigo era assim e não tinha diferença se você era seleção brasileira ou se estava na reserva. O tratamento era igual para todos. Esse é o Eurico Miranda, que vai fazer falta pro Vasco e para o futebol.

 

Principal opositor de Eurico nos últimos anos, Júlio Brant enviou mensagem de carinho.

- Sempre fomos adversários políticos, sempre fui totalmente contrário ao seu modo de gerir o Vasco, mas nunca faltamos com respeito um com o outro. Nesse momento, o que passa pela cabeça acima de qualquer coisa é o lado humano, do sofrimento que ele teve nesses últimos tempos, da tristeza de sua família. É inegável a sua importância para a história do Vasco e a do futebol brasileiro - declarou.

Foto: Custódio Coimbra/ArquivoSorato comemora o gol do título brasileiro do Vasco sobre o São Paulo, em 1989
Sorato comemora o gol do título brasileiro do Vasco sobre o São Paulo, em 1989

Fonte: Globo Online