Talles Magno diz que tem se cobrado para voltar a jogar como no ano passado

06/02/2020 às 08h08 - FUTEBOL

Talles Magno tem apenas 17 anos, mas já carrega a responsabilidade de ser um dos protagonistas do Vasco. Após despontar em 2019, o atacante inicia o ano como o mais promissor do jovem elenco vascaíno.

Toda essa badalação, no entanto, tem um peso. Após atuações discretas no Campeonato Carioca, Talles vinha cobrando muito de si uma boa atuação. E ela veio na vitória por 1 a 0 sobre o Oriente Petrolero, na noite desta quarta, na estreia na Sul-Americana. O camisa 11 foi bem e deu o passe para o gol da vitória, anotado por Germán Cano.

- Com certeza (vinha se cobrando demais), nenhum jogador se sente satisfeito sabendo que não está no nível que pode alcançar. Tentei me cobrar bastante para que eu possa voltar a atuar como no ano passado.

- Sei que é começo de temporada, mas é só trabalhar com pezinho no chão e cabeça boa para que Deus possa honrar meu campeonato e que eu possa voltar a ser como era no ano passado - completou o atacante.

Não foi somente Talles que evoluiu contra os bolivianos. O Vasco, como um todo, teve mais mobilidade e objetividade. O próprio camisa 11 é um exemplo da mudança de postura. Começou o jogo na direita, mas inverteu posição constantemente com Marrony, caindo também pela esquerda do ataque. A movimentação funcionou, e o jovem teve sua melhor atuação em 2020.

- Concordo que foi um dos meus melhores jogos. Que possam vir mais atuações como essa e melhores. É só manter a consciência e a cabeça boa que o gol vai sair e o futebol vai evoluir... Tenho que pegar ritmo de jogo o mais rapidamente possível, que uma hora Deus vai me honrar e me premiar com a volta das atuações que tive no ano passado.

Papo com Abel

Experiente, Abel Braga notou nos últimos dias que Talles andava preocupado, com semblante pesado. Puxou o menino para uma conversa e tentou tirar um pouco da responsabilidade de ter que comandar o Vasco com apenas 17 anos. O papo parece ter funcionado.

- Senti o Talles um pouco diferente, um pouco sério. Depois conversando com a psicóloga (Maíra Ruas), cheguei à conclusão de que ele se cobra demais... Ele (Talles) e Marrony são duas apostas desse clube, jogadores que a torcida adora e que são feitos em casa.

- Foi legal. Tentei tirar esse peso dele. Falei: “Não põe peso, não cria para você uma responsabilidade maior do que seus colegas têm”. A torcida apoiou, ele fez um jogo bom, o melhor (do ano), como você colocou. Quem ganha é a equipe - revelou Abel.

Talles também comentou a conversa com Abel e afirmou estar aprendendo com o treinador.

- Ele procurou (tirar o peso de Talles), ele sempre fala que a responsabilidade não pode ficar em cima de mim, que tem de dividir com todo o grupo. E eu fico lendo e aprendendo cada vez mais com ele e com todo o grupo – concluiu o atacante.

Confira outros tópicos do papo com Talles:

Trio ofensivo ganhando entrosamento

Estamos cada vez mais nos entrosando, conseguimos fazer uma boa atuação nesse jogo. É só continuar trabalhando para que possam vir mais gols e boas atuações para o nosso trio de ataque.

Gratidão pela paciência da torcida

Queria agradecer a essa torcida por esse carinho enorme que eles têm e pela paciência. Que possam vir jogos melhores e mais aprendizado.

O que falta para voltar a ser aquele Talles?

Só pegar ritmo de jogo o mais rapidamente possível, ter paciência que uma hora Deus vai me honrar e me premiar com a volta das atuações que tive no ano passado.

Fonte: GloboEsporte.com