Torcedor baleado em frente a São Januário ainda corre risco de morte

28/02/2007 às 19h09 - TORCIDA

Vítima do tiroteio em frente ao estádio de São Januário, o vascaíno Anderson Barbosa Rocha, de 30 anos, segue em estado muito grave no hospital Souza Aguiar, no centro do Rio de Janeiro.

O torcedor recebeu um tiro na cabeça e está internado no CTI. De acordo com o parecer dos médicos, Anderson não está mais sedado, mas mesmo assim o estado dele é considerado de alto risco. Por enquanto, foi descartada uma nova intervenção cirúrgica e a equipe do hospital observa a recuperação da lesão no encéfalo.

Os outros três baleados na confusão foram Anderson Claiton Brandão, atingido no abdômen, Lucilene Sepúlveda, que recebeu um tiro no braço e Hugo Fernandes de Oliveira, ferido no ombro.

Fonte: ge