Torcedores do Urubu revoltados com Márcio Braga por ter cantado o hino do Va

05/07/2008 às 01h43 - CLUBE

Um vídeo que circula pela internet do presidente do Flamengo, Márcio Braga, cantando o hino do Vasco na posse de Roberto Dinamite já virou motivo de chacota para os torcedores vascaínos e despertou a ira dos rubro-negros ilustres.
No vídeo do site youtube.com, o dirigente do Fla aparece cantando o primeiro trecho do hino cruzmaltino — “a Cruz de Malta é meu pendão...” — além de bater palmas durante a execução da música.

O pagodeiro Gustavo Lins afirmou que o presidente rubro-negro deveria ter mais cuidado. “Ele ir a posse do Roberto não tem nada de mais. É uma questão de cordialidade, comum também no meio artístico, quando vamos a um show de outro artista. Porém, ao cantar o hino do rival ele passou do ponto”, afirmou o cantor.

Já o funkeiro MC Sapão ficou em dúvida sobre o vídeo e só acreditou ao ver a imagem. “Foi uma cena muito estranha. Uma coisa inacreditável”, ressaltou.

Outro rubro-negro ilustre que recriminou a atitude de Márcio Braga foi o cantor Dudu Nobre. “Acho muito legal ele ir a posse do Roberto, mas não precisava cantar o hino do Vasco”, disse.

O presidente da torcida organizada Urubu Guerreiro, José Carlos Peruano, também não gostou da atitude de Márcio Braga. “Ir a posse de um vascaíno já não é uma coisa bem vista, mas faz parte do futebol dos dias de hoje. Entretanto, cantar o hino do Vasco foi ridículo. Ele deveria ter ficado quieto. Faltou um pouco de sensibilidade e respeito com a nação rubro-negra. Um presidente do Flamengo jamais poderia fazer isso. Duvido que o Roberto ou o Eurico fariam o mesmo, cantando o hino rubro-negro”, desabafou.

O ídolo da Gávea, Júnior, que estava presente na cerimônia defendeu o dirigente. “Tenho certeza que ele não fez isso por mal. Foi apenas uma questão de educação, pois o Márcio recebeu uma apologia do Roberto e foi convidado para compor a mesa”, contou Júnior.
Entretanto, o ex-craque esquivou-se e foi enfático ao ser indagado se também cantou o hino vascaíno. “Só sei cantar o hino do Flamengo”, revelou o ex-jogador.

Fonte: O Dia Online