Torcedores no Canadá criam torcida Vascouver

09/09/2020 às 22h05 - TORCIDA

Seguindo a programação de toda quarta-feira com os torcedores apaixonados pelo Vasco que moram fora do Brasil, a série Vascaínos pelo Mundo chegou ao Canadá. O Gigante da Colina possui raízes portuguesas, mas não é só no velho continente que o amor pelo Cruzmaltino está presente. Depois de Portugal e Irlanda, agora iniciaremos a jornada da torcida cruzmaltina na América do Norte. O local recebe muitos imigrantes brasileiros e um deles é Vancouver.

É importante destacar que os vascaínos do hemisfério norte não poderiam deixar o Cruzmaltino para trás e resolveram carregar junto com eles todo prazer de torcer para o Vasco e transformar Vancouver em um lugar de pertencimento através da propagação da cultura vascaína. Eles provam todos os dias que todos os torcedores do Gigante da Colina tem amor infinito e que o sentimento não pode parar, mesmo quando se atravessam fronteiras e enfrentam barreiras. 

A ideia do Vasco no extremo norte da América surgiu quando o torcedor Eduardo Britto junto com seus amigos Ramon e William decidiram se reunir em 2016 para assistir a um jogo. Eduardo conta que eles estavam na casa do Ramon e ele soltou a frase: "Isso é a Vascouver!", fazendo referência a cidade de Vancouver, localizada no Canadá. A partir dali, começaram a se juntar para assistir aos jogos do Gigante. Depois, o grupo foi crescendo e hoje são aproximadamente vinte vascaínos que se encontram frequentemente, como explica Eduardo:

- A gente recebe muitas mensagens no Instagram da Vascouver, perguntando se existem grupo no WhatsApp. Muitas pessoas, também, enviam mensagens para o grupo de brasileiros em Vancouver pedindo para participar. Dessa forma a nossa família vai crescendo. Vascouver ainda não possui sede fixa, porém é um sonho nosso ter um lugar onde poderíamos nos sentir em casa.

Foto: Arquivo PessoalTorcida no Canadá

- Geralmente nos encontramos na casa de alguém. Às vezes é impossível nos reunirmos por conta do fuso horário, já que estamos com 4 horas a menos em relação ao Brasil e muitas das vezes os membros estão trabalhando, pois os jogos acontecem em horários comerciais aqui. Por ser um país na América do Norte, a cultura do futebol não é muito grande. Portanto, muitos locais acompanham muito mais Hockey e Lacrosse do que futebol. Porém, como Vancouver é uma cidade muito diversificada, contendo pessoas do mundo todo, não é difícil ver estrangeiros que amam futebol. Mas o futebol que é assistido aqui é o europeu. Não se tem muito conhecimento do futebol brasileiro por aqui. No entanto, nós da Vascouver sempre que pudemos vestimos nosso manto vascaíno e saímos pela cidade- enfatizou o torcedor que faz questão de lembrar suas raízes culturais acompanhando o Vasco.

Outro integrante da torcida é o carioca Ramon Jório, que morava em frente ao Maracanã e agora vive no Canadá. Antes ele conseguia chegar em São januário em dez minutos e hoje precisa lidar com a distância física. O torcedor afirma que em todos os lugares que ele vai precisa falar do Vasco e que sempre foi apaixonado pelo clube. Esse amor veio de família, pois os pais dele também são vascaínos. 

- Toda vez que a gente vai ao Brasil temos que ir em São Januário visitar e matar as saudades. Fora isso o nosso grupo se reune para assistir aos jogos, torcer, todos de camisas e bandeiras. Temos uma ligação com o Canadá também, pois levamos as bandeiras da Vascouver, Canadá e Vasco, então acaba sendo um evento não só para os vascaínos, mas para toda família e simpatizantes. Alguns têm esposas, maridos, crianças. Para quem possui filhos a criação acaba sendo diferente por está fisicamente longe do Vasco. Quem tem filho deseja que a criança veja, entenda e sinta o que é o Vasco- concluiu Ramon. 

Fonte: Site oficial do Vasco