Valentim escala time misto para driblar o calor de Bangu

30/01/2019 às 07h11 - FUTEBOL

No escaldante verão carioca, o Vasco testará sua invencibilidade na Taça Guanabara com muitos reservas, contra a Portuguesa, às 17h, em Moça Bonita. Em Bangu, bairro mais quente do Rio, o técnico Alberto Valentim preferiu não expor ao risco de lesões e desgaste físico peças importantes às vésperas do clássico com o Fluminense, sábado, em Brasília. A previsão de temperatura de até 36° e sensação térmica próxima dos 40° no horário do confronto em Bangu pesaram na decisão.

Fernando Miguel e Yago Pikachu, em busca de ritmo, deverão ser os únicos titulares escalados. Com 100% de aproveitamento e com a classificação para a semifinal do turno bem encaminhada, o Vasco desacelera o ritmo para entrar com a força máxima na fase decisiva. Maxi López nem sequer foi relacionado, mas Bruno César pode ficar no banco, mantendo a chance de estrear com a camisa 10.

Artilheiro do Vasco em 2018, com 19 gols, Pikachu mantém os pés no chão em meio à euforia do torcedor, mas não nega a confiança pelo bom momento da equipe. Ao elogiar o desempenho da garotada e dos reforços que deram conta do recado no início da competição, o meia-atacante crê que há espaço para todos.

"São jogadores chegando para nos ajudar. Rossi, Marrony, Yan, Moresche. O ano é longo. Acredito que não vai ter vaidade. Posso jogar também pela esquerda. Também não tenho problema para disputar posição na lateral. Importante é ajudar", destacou Yago Pikachu.

Com fé no planejamento do Vasco, que esticou a pré-temporada de boa parte dos titulares, Pikachu vê a equipe no caminho certo e como uma séria candidato ao título carioca. A cada teste bem sucedido, o Cruzmaltino cresce rumo à fase final.

"Ainda é muito cedo para falarmos que somos o melhor time do Carioca. Demos um passo importante para a classificação. Somos sim um dos favoritos e estamos trabalhando para isso. A gente não deixou de trabalhar em momento algum. Sabemos que o campeonato é longo, mas a equipe está indo bem, se comportando do jeito que o treinador quer", disse Pikachu.

Fonte: O Dia