'Vaquinha' por CT do Vasco vira recorde de crowdfunding no país

13/09/2019 às 08h16 - FUTEBOL

Com mais de R$ 2 milhões arrecadados em apenas 10 dias, a "vaquinha online" criada pelo Vasco para construir seu centro de treinamento tornou-se a maior campanha de crowdfunding do Brasil tanto em termos de arrecadação quanto em rapidez e número de contribuintes, com mais de 18 mil doadores.

Com o valor obtido, o clube concluiu a primeira etapa do processo que prevê mais três fases, para um total de R$ 6 milhões. De posse dos R$ 2 milhões, o Cruzmaltino já tem verba para iniciar a terraplanagem e os serviços técnicos do terreno situado na Barra da Tijuca - cedido pela Prefeitura do Rio de Janeiro - e que será vizinho ao do Fluminense.

"É o maior crowdfunding em qualquer site do Brasil. Está sendo uma parceria em que ambos estão sendo beneficiados. Para o Vasco, valida ao público a intenção clara do clube de oferecer transparência e realização", declarou Candice Pascoal, presidente e fundadora do site Kickante, que hospeda o projeto, ao UOL Esporte.

A campanha de financiamento coletivo do Vasco superou o recorde anterior, que pertencia ao RPG brasileiro "Tormenta 20", obtido em junho deste ano com uma arrecadação superior a R$ 1,7 milhão.

As outras grandes campanhas de crowdfunding no Brasil foram para a mudança de sede do "Santuário Animal" - que é uma associação que recolhe animais em situação de maus-tratos (pouco mais de R$ 1 milhão, em 2015); para viabilizar as palestras da autora Bel Pesce (R$ 889 mil, em 2014); e para financiar as viagens da ex-presidente Dilma Roussef pelo país no período anterior ao impeachment (R$ 791 mil, em 2016).

Cinco pessoas doaram R$ 50 mil

De acordo com a presidente do site Kickante, as maiores doações até o momento para o CT do Vasco foram de R$ 50 mil. Segundo Candice Pascoal, cinco pessoas contribuíram com este alto valor.

Um dos que declararam depositar esta quantia foi o advogado Leven Siano, que se lançou como pré-candidato à presidência do clube na eleição de 2020.

O UOL Esporte apurou que o outro doador é um empresário e sócio de uma grande empresa do ramo de alimentos vegetais. Ele confirmou a contribuição em pessoa física, mas pediu discrição à reportagem.

Em sua campanha, o Vasco promete como recompensa para quem doar R$ 50 mil um título de sócio benfeitor remido do clube e o nome num painel de azulejo que será montado no CT.

Segunda etapa iniciou tímida

Após o "boom" de doações para concluir a primeira etapa da vaquinha online, a campanha de crowdfunding se iniciou tímida em sua segunda fase, que tem como meta arrecadar R$ 1,5 milhão e servirá para colocar de pé o primeiro campo e os muros.

Até o fechamento desta reportagem, cerca de R$ 104 mil haviam sido doados, o que significa apenas 6% do objetivo. Muitos atribuem a queda à frustrante derrota sofrida pelo Vasco no último sábado para o Bahia, diante de um São Januário lotado.

Obtenção de licenças ambientais está próxima

Para dar pontapé inicial na obra do CT, o Vasco aguarda a obtenção das licenças ambientais. De acordo com o vice-presidente de Obras de Engenharia, Pedro Seixas, o clube trabalha com a expectativa de tê-las em mãos já na semana que vem.

Paralelamente, a Prefeitura finaliza o cadastro das famílias que hoje ocupam parte do terreno com barracos e vivem em situação precária. Elas serão remanejadas, muito provavelmente, para dentro da comunidade Cidade de Deus, que é vizinha ao local, e receberão um Auxílio Habitacional Temporário, mais conhecido como "Aluguel Social".

A primeira etapa da obra será executada em uma parte do terreno onde não há famílias.

O Vasco estipulou a primeira etapa do CT em quatro fases. Ao concluir elas, o clube promete entregar ao futebol profissional dois campos de medidas oficiais e uma infraestrutura para atender as demandas do departamento.

Confira:

1ª - terraplanagens e serviços técnicos: R$ 2 milhões

2ª - campo 1 e muros: R$ 1,5 milhão

3ª - campo 2 e adjacências: R$ 1,5 milhão

4ª - edificações do futebol profissional: R$ 1 milhão

Projeto total tem sete campos

O Vasco foca toda a sua campanha para concretizar a etapa inicial (descrita acima) no primeiro semestre de 2020, porém, o projeto total prevê ainda mais quatro campos oficiais, um mini estádio de 2 mil pessoas para receber jogos da base, estacionamento e uma prédio para atender toda a estrutura do futebol profissional.

As honrarias aos contribuintes

A 'vaquinha' online segue recebendo doações e o Vasco estipulou recompensas aos doadores de acordo com os valores dos depósitos. Abaixo há um detalhamento de cada presente prometido pelo clube:

R$ 15: certificado digital e agradecimento no site

R$ 50: as duas de cima e mais desconto de dois meses no plano Caldeirão semestral ou equivalente

R$ 200: as três de cima e mais o nome no mapa do CT

R$ 500: as quatro de cima e mais uma moeda especial

R$ 1 mil: as cinco de cima e mais um tijolo com nome no espaço externo

R$ 5 mil: as mesmas dadas aos doadores de R$ 500 e mais um nome no hall principal do espaço interno

R$ 50 mil: nome no painel de azulejo e título de benfeitor remido do clube

R$ 500 mil: uma sala do centro de treinamento terá o nome do doador; título de benfeitor remido do clube

R$ 5 milhões: jogo dedicado para homenagear o doador; título de benfeitor remido do clube

Fonte: UOL Esporte