Vasco breca a escalada do São Paulo

29/05/2006 às 15h46 - FUTEBOL

O São Paulo explorou a sua falta de vitórias em São Januário para dar \"o algo a mais\" a seus jogadores. Mas estratégia não deu resultado. O time de Muricy Ramalho ficou no 1 a 1 com o Vasco, somou apenas um ponto e chegou aos 17, dois a menos que o líder Fluminense.

O resultado quebrou uma seqüência de duas vitórias consecutivas dos são-paulinos, que aparecem em quinto lugar, atrás também de Cruzeiro, Santos e Internacional.

Durante a semana, Muricy ainda havia prevenido a equipe que, no caso de empate entre Inter e Cruzeiro -o jogo terminou 1 a 1-, o São Paulo poderia terminar a rodada como líder se obtivesse a vitória no Rio.

Mas isso não foi suficiente, apesar do início animador, quando os atletas pareciam ter se esquecido dos riscos em São Januário que foram objeto de preocupação durante a semana -no domingo passado, houve invasão de torcedores ao fim do jogo com o Corinthians.

Aos 11min, o São Paulo chegou ao gol com Alex Dias, um ex-vascaíno. O atacante, que deixou o Vasco brigado com a diretoria, bem que tentou amenizar a ira da torcida do clube carioca. Não festejou o gol, mas mesmo assim foi hostilizado.

A melhor chance vascaína veio num erro do goleiro Bosco. Traído pelo quique da bola, ele deixou o gol livre para Edílson, que bateu fraco. No segundo tempo, o atacante se contundiu e teve de ser substituído.

Muricy mostrava nervosismo com as brechas na defesa são-paulina. E, na etapa final, os temores do treinador se justificaram com o empate, em cabeçada de Ygor, aos 9min. Então o Vasco cresceu, e foi a hora de Bosco trabalhar. Numa saída de bola errada, em que bateu o tiro de meta no pé do adversário, o substituto de Rogério se redimiu com duas defesas à queima-roupa em seqüência.

Muricy ainda tentou mudar a cara do time: colocou Lúcio, Leandro e Lenílson. O São Paulo criou boas chances, mas também cedeu contra-ataques perigosos ao rival no final. Após o jogo, o ala-direito Souza reclamou do time. \"Aqui é sempre assim. Criamos chances, mas não aproveitamos.\"

O São Paulo volta a campo na quarta, recebe o líder Fluminense. Mal na tabela, o Vasco, que visita o Fortaleza no mesmo dia, teve ontem como consolo o fato de mandar o Flamengo para a zona da degola.

Fonte: Folha de São Paulo