Vasco busca contratar técnico considerado experiente

13/10/2020 às 08h10 - FUTEBOL

O perfil traçado pelo Vasco na busca por um novo treinador indica uma mudança de 180º no perfil adotado pela diretoria ao apostar no jovem e promissor Ramon Menezes. Após escolher uma solução caseira para a vaga deixada por Abel Braga, a cúpula volta ao mercado em busca de um profissional considerado experiente.

A escolha na efetivação do então auxiliar-técnico Ramon Menezes, em março, se deu por alguns fatores, mas, principalmente, pela ausência de poder financeiro para grandes contratações.

A diretoria, então, decidiu promover Ramon, nome que conhecia o elenco, tem identificação com o clube e ainda cabia no orçamento. Naquele momento pareceu ser o melhor caminho.

Alguns meses depois, no entanto, a situação mudou. O presidente Alexandre Campello não esconde que quer um profissional que possa gerar um efeito semelhante a Luxemburgo. Em 2019, o experiente treinador conseguiu fazer um papel que extrapolou as quatro linhas e blindou o elenco de problemas extracampo.

É justamente o que o Vasco precisa no entendimento de Campello, que vive momento conturbado nos bastidores do clube com a proximidade de novas eleições, no dia 7 de novembro. O problema é que a mudança de perfil gera um debate sobre uma possível falta de coerência.

Vale ressaltar que o Vasco viveu os dois lados da moeda com técnicos experientes ou promissores. Luxemburgo foi uma grata surpresa entre os medalhões, enquanto Abel não deixa saudades em São Januário. Entre os comandantes mais jovens, o Cruzmaltino sofreu ao apostar em Alberto Valentin, mas viveu a melhor fase da temporada com Ramon Menezes.

"Nós estamos conversando com um treinador. Eu diria que a coisa está caminhando bem, talvez a gente tenha uma definição nos próximos dois dias. Não quero antecipar nada", disse Campelo em entrevista ao canal ESPN.

Dorival Júnior era um nome que interessava ao Vasco, mas a contratação não será possível. Outros profissionais estão na mira do clube, que tem pressa. Inclusive, existe a possibilidade de a diretoria trazer algum treinador de países vizinhos na América do Sul. Além disso alguns portugueses foram oferecidos.

Fonte: UOL Esporte