Vasco busca resolver saídas e chegadas de reforços

28/09/2020 às 08h04 - FUTEBOL

O Vasco adicionou uma posição na sua busca por reforços: a lateral direita. Depois da saída de Claudio Winck e de Nathan, a direção entende ser necessário qualificar o setor, que atualmente conta com o titular Pikachu e o reserva Cayo Tenório.

A atuação no mercado, que até então estava restrita às posições de meia e atacante, é difícil dada a situação financeira e obedece ao critério de o atleta ter salário dentro da realidade de São Januário e, de preferência, estar livre no mercado ou vir por empréstimo - a atual folha está na casa dos R$ 4 milhões. Investimento para a compra de direitos é algo descartado.

Por ora, não há nenhum atleta acertado. O mês de outubro é chave, afinal, o dia 13 marca o começo do período de registro de jogadores vindos do exterior - a janela fecha em 9 de novembro.

Ao mesmo tempo, o Vasco aguarda definição da situação de Bruno César e Carlinhos. O meia desperta interesse de um time português. E, conforme o jornal O Dia noticiou, o volante não descarta uma transferência pelo fato de ter tido poucas oportunidades. Por ora, nenhuma proposta foi apresentada de forma oficial à direção.

- Sempre disse lá atrás que, quem está no Vasco, tem qualidade. Carlinhos teve oportunidade hoje (domingo). Pode nos ajudar se estiver com a cabeça focada aqui, como tem de estar. Hoje é jogador do Vasco. Tem o período de adaptação, como disse lá atrás. É um grande jogador, atuou contra o Atlético-GO e Fluminense. A oportunidade está sendo dada. É a mesma coisa do Bruno César. Ele teve outras oportunidades, se recuperou. Hoje (domingo) pensei em outra situação. Em outros jogos sem o Benítez, ele entrou. É um jogador importante - comentou Ramon Menezes após o empate com o Bragantino.

Para o segundo semestre, o Vasco contratou Marcelo Alves, Neto Borges, Carlinhos, Guilherme Parede e Ygor Catatau. Nenhum conseguiu ser titular.

Fonte: ge