Vasco divulga parcial de sócios que optaram pela renovação antecipada

25/05/2020 às 08h15 - FUTEBOL

Conforme a maior parte dos contratos assinados, a promoção acabou no domingo, dia 24 de maio. Na parcial das 23h, o balanço interno indicou que 7,4 mil pessoas optaram pela renovação antecipada. Deste total, 30% delas escolheram a opção sem benefícios, ou seja, decidiram pagar o valor integral, o que indica o entendimento de ajudar o clube. A decisão foi tomada apensar da retração no cenário econômico brasileiro e sem a perspectiva da retomada de jogos.

O Vasco, desde que alcançou 185.404 associados em dezembro, atingindo o posto de maior programa na América do Sul, tem visto o quadro ser reduzido. Fechou o mês de abril, por exemplo, com 176.190. No domingo, a conta estava em 175.302. Atualmente, a receita total é de cerca de R$ 4 milhões.

Desconto nas renovações

Para estimular a renovação antecipada, o Vasco ofereceu quatro opções, duas delas com com meses grátis, ou seja, manutenção de preço promocional. Eram assim:

  • Renovar por seis meses.
  • Renovar por seis meses com extensão de dois meses grátis (período sem jogos por causa da Covid-19).
  • Renovar por um ano.
  • Renovar por um ano com extensão de três meses grátis (período sem jogos por causa da Covid-19).

Financiamento da base e doações

Houve também mudanças no uso do dinheiro arrecadado. A partir de junho, o valor oriundo do plano "De Norte a Sul" (destinado a quem não mora no Rio) será totalmente direcionado a financiar as categorias de base. A atual mensalidade custa a R$ 14,98, e o cadastro indica que há 30 mil associados nessa modalidade. Uma arrecadação de aproximadamente R$ 450 mil por mês.

O Vasco decidiu ainda que 20% do arrecadado anualmente com a modalidade "Camisas Negras" (a opção popular) será doado a uma instituição social. Em 2019, o valor chegou a R$ 110 mil, que serão destinados ao Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Fonte: GloboEsporte.com