Vasco encara um Grêmio praticamente todo reserva

30/10/2019 às 08h12 - FUTEBOL

O Vasco faz de São Januário sua força extracampo. Porém, nesta quarta-feira contra o Grêmio, às 21h30, o time terá mais que o estádio a seu favor. A vulnerabilidade do adversário, que tem sete desfalques na equipe titular, será uma aliada. Serão cinco baixas em relação à partida com o Botafogo no último fim de semana do Brasileiro: Geromel, Kannemann, Maicon, Matheus Henrique e Alisson. O Grêmio já não vinha contando com Leonardo e Jean Pyerre. O Vasco enfrentará praticamente um time inteiro reserva, com a dupla de zaga totalmente modificada.

Vasco fica 'preso' no 1% por vaga na Libertadores e briga para escapar do rebaixamento

Contra um dos postulantes à vaga na Libertadores — o Grêmio é o sétimo colocado, com 44 pontos—, pode ser a chance de o Vasco se aproximar do grupo de cima. Com seis pontos atrás dos gaúchos, os cruz-maltinos podem ver essa diferença cair para apenas três. E o momento vascaíno é bom. Nos últimos cinco jogos, são três vitórias e dois empates.

No entanto, a equipe carioca não se apega a uma possível facilidade por causa dos desfalques do adversário e reconhece o valor do elenco do técnico Renato Gaúcho.

—Vai ser um jogo difícil, o Grêmio tem um grande elenco. Mas queremos manter essa série positiva no campeonato. Dentro de casa, temos que nos impor. Sabemos que nossa torcida vai comparecer em peso, apoiar os 90 minutos e, com isso, vamos brigar até a última bola para sair com esses três pontos — disse o zagueiro Leandro Castan.

O defensor vascaíno pede atenção especial ao atacante Everton, confirmado no jogo desta noite.

— É um dos melhores (jogadores) do Brasil. Se dissesse os três melhores, ele seria um deles. Outro é o Gerson, amigo meu, e o terceiro teria de pensar melhor. Joguei dois anos com o Gerson (na Roma), acompanhei sua evolução, está jogando muita bola — afirmou o zagueiro.

CASTAN COMPLETA 50 JOGOS PELO VASCO

Capitão do time desde a temporada passada, Castan completa 50 jogos com a camisa do Vasco hoje. Ele comemora a marca alcançada em pouco mais de um ano. Até o momento, soma 23 vitórias, 15 empates e 11 derrotas. O zagueiro chegou ao Vasco em agosto de 2018, após seis anos no futebol italiano. Passou pela Roma, Torino e Cagliari.

— Fico muito feliz por completar esses 50 jogos. É um motivo de muita alegria. Agradeço demais ao clube, a todos os companheiros deste período e aos torcedores, que me abraçaram desde o princípio. É um orgulho enorme vestir essa camisa pesada — comemora o camisa 5.

Para o jogo, o técnico Vanderlei Luxemburgo não terá o atacante Rossi, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Gabriel Pec e Felipe Ferreira brigam pela vaga no ataque do time titular.

Fonte: Extra