Vasco está oficialmente impedido de registrar novos reforços na CBF

10/01/2020 às 18h38 - CLUBE

A Diretoria de Registro da CBF recebeu nesta sexta-feira a decisão da Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) a respeito da dívida do Vasco com o atacante Jorge Henrique. Com isso, o clube está impedido de registrar novos jogadores na CBF até pagar a pendência. A decisão é válida por seis meses. A informação foi publicada pelo UOL e confirmada pelo GloboEsporte.com.

O Vasco não cumpriu o acordo de pagar uma dívida de aproximadamente R$ 1 milhão com Jorge Henrique, que deixou o clube em 2017 e atualmente está no Náutico.

A CNDR publicou a decisão em 17 de dezembro. Na época, o órgão concedeu prazo até o dia 20 de dezembro para a quitação da pendência. O Vasco havia programado o pagamento, porém, por conta da dificuldade financeira que enfrenta, não o confirmou. Procurado pelo GloboEsporte.com, o clube informou que trabalha para resolver a questão.

Até o momento, o Vasco fez uma contratação para a temporada 2020: o atacante argentino German Cano, que estava no Independiente de Medellín. Ele chegou ao Rio na noite de segunda-feira e foi recebido com grande festa da torcida.

O acordo não cumprido

Jorge Henrique, campeão carioca em 2015 e 2016, fez dois acordos com o Vasco para receber atrasados - o primeiro na gestão Eurico Miranda. Depois de o clube cessar o pagamento das parcelas, o jogador aceitou fazer nova combinação, esta segunda sob mandato de Alexandre Campello. Mas o pagamento não foi quitado conforme o combinado, e então o atleta entrou na CNRD. A inadimplência gerou multas e juros sobre o montante em atraso.

O primeiro acordo foi feito em julho de 2018. Em dezembro do mesmo ano, o Vasco deixou de pagar. Então, em novembro do ano passado, a CNRD aplicou uma advertência e exigiu ao clube carioca o cumprimento do acordo de maneira integral até o dia 2 de dezembro de 2019. O Vasco, então, solicitou o prazo adicional de cinco dias para o cumprimento da obrigação.

No dia 10 de dezembro de 2019, pediu mais 72 horas. A relatora da CNRD, Ana Beatriz Macedo, na Ordem Processual número 2, que determinou a punição, ressaltou que, se o Vasco não pagasse o valor integral a Jorge Henrique até o dia 20 de dezembro, o órgão iria "aplicar ao clube a sanção de proibição de registrar novos atletas pelo período determinado de seis meses".

Fonte: GloboEsporte.com