Vasco faz marcação alta, cria chances, mas volta a pecar nas finalizações

29/09/2019 às 19h01 - FUTEBOL
Foto: Marcos RibolliRibamar
Ribamar


"Tivemos chances de colocar a bola para dentro e não colocamos. Temos que chegar na cara do gol e fazer". A frase de Vanderlei Luxemburgo retrata muito bem o que faltou ao Vasco na derrota por 1 a 0 diante do Corinthians, na manhã deste domingo, em São Paulo. Equilibrada em campo, a equipe voltou a pecar nas finalizações e sentiu no final.

A cada rodada que passa, o Vasco se mostra mais organizado, com uma proposta de jogo definida, mas, por outro lado, segue deixando de aproveitar as oportunidades criadas. Para se ter uma ideia, o time conseguiu 15 finalizações e duas apenas em direção ao gol (nove foram para fora e quatro acabaram travadas).

Vanderlei Luxemburgo promoveu a estreia de Bruno Gomes, de apenas 18 anos, e terminou o jogo com a certeza que ganhou mais uma boa opção no elenco para o restante do Campeonato Brasileiro. Seguro, o jovem não sentiu o peso e mostrou muita personalidade para proteger o sistema defensivo, que, por sinal, foi bem. Mesmo sem atuar há um bom tempo, Werley não comprometeu.

Bola parada"funciona" pela esquerda, mas gol é anulado
 

O time conseguiu equilibrar o jogo, sendo que foi superior no segundo tempo. Sem um homem com características de armador, o Vasco apostou nos avanços de Danilo Barcelos pela esquerda e a boa fase de Talles Magno. Pela direita, Pikachu pareceu mais preocupado com a marcação do que chegar ao ataque. Além dele, Rossi também não esteve bem. Depois que foi submetido a uma cirurgia no apêndice, ele não voltou a apresentar o mesmo futebol.

E foi pela justamente esquerda que o time conseguiu abrir o placar. Danilo Barcelos cobrou falta na área, e Werley entrou sozinho para marcar. O gol traria uma tranquilidade ao Vasco, que estava melhor naquele momento do segundo tempo. Mas foi anulado. O VAR viu impedimento no lance. Logo em seguida veio o gol do Corinthians, e o Vasco sentiu.

Luxemburgo fez três substituições. Deu certo e time pressionou o Corinthians. Aos 52, Clayton aproveitou lançamento, ganhou na velocidade, mas demorou para finalizar, parou em Cássio e deixou de garantir um ponto, em São Paulo.

O Vasco se reapresenta na tarde desta segunda-feira e já pensa no jogo de quinta-feira, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Para o confronto, Luxemburgo poderá ter a possibilidade de convocar o meia Felipe Ferreira. Se isso acontecer, o time ganha uma boa opção no setor que justamente precisa: o de armação.

Fonte: Globoesporte.com