Vasco perde para o Corinthians na Arena, e fica ainda mais próximo do Z4

17/11/2018 às 20h56 - FUTEBOL

Mateus Vital saiu de um Vasco em desmanche no fim do ano passado. No Corinthians, viu de perto e teve mais chances graças a outro desmanche. De cabeça, ele ajudou a livrar o Corinthians do rebaixamento e afundou mais o ex-time. Em respeito ao clube que o formou, não comemorou. Mas para os 40 mil corintianos na Arena foi noite de festa na noite deste sábado, em São Paulo.

O magro 1 a 0 sobre o Vasco, que teve pênalti não marcado de Danilo Avelar em Marrony no segundo tempo, deixa o Corinthians com 43 pontos, a seis da Chapecoense, o primeiro time da zona de rebaixamento. Os cariocas, que tiveram o técnico Alberto Valentim expulso no primeiro tempo, seguem perigosamente próximos da quarta queda em sua história. A derrota do Vitória mantém o Vasco a dois pontos do Z-4, mas pode terminar a rodada na zona se: a Chapecoense vencer o Grêmio fora de casa; Ceará e Sport ao menos empatarem.

Com apenas um ponto de diferença na tabela, Corinthians x Vasco teve algo parecido com futebol e muita tensão. Com a bola rolando, o time da casa começou na pressão... num estilo "abafa que uma hora vai." Mas não ia. Até os 25 minutos da primeira etapa, o melhor lance foi de Thiaguinho em sem pulo de fora da área.

O time carioca, recuado e atrás de um empate - o goleiro Fernando Miguel levou amarelo por cera aos 26 -, começou a sair quando viu que o bicho não era tão feio assim. E terminou o primeiro tempo melhor. Aos 37, Kelvin driblou na risca da área e foi derrubado por Thiaguinho. A infração, fora da área, foi ignorada pelo árbitro. Pikachu cabeceou para defesa de Cassio em boa jogada vascaína antes do intervalo.

A lei do ex ajudou, mas Raul também vacilou. O lateral improvisado viu Fagner cruzar da direita e Mateus subir para marcar, batendo Fernando Miguel. O Vasco reagiu, mas pouco ameaçou em seguida. Foram em dois lances de zagueiro as melhores chances do Vasco. Primeiro, com Leandro Castán de cabeça. No fim, em bonito chute de Heníquez a bola explodiu no travessão.

O Corinthians teve oportunidade num contra-ataque com Roger, que entrou na vaga do veterano Danilo. No fim, Danilo Avelar puxou Marrony dentro da área, mas o árbitro não marcou a penalidade máxima. Os vascaínos reclamaram muito.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br Thiago Galhardo
Thiago Galhardo

Fonte: GloboEsporte.com

Especulação

Especulado

Você aprova a contratação de Bruno Silva?

Especulações Mercado