Vasco quer ataque mais efetivo, Ribamar tenta retomar espaço após punição

15/02/2020 às 08h38 - FUTEBOL

Apesar da boa fase pela qual passa o atacante argentino Germán Cano, o Vasco ainda busca ter um ataque mais efetivo nesta temporada. Até o momento, foram seis gols em oito jogos, tendo uma média de 0,75. E uma curiosidade fica por conta do fato de, até o momento, apenas um jogador do elenco ter balançado a rede além de Cano: o zagueiro Werley.

Ribamar, que tem sido opção para o setor ofensivo, busca retomar espaço para o duelo com o Oriente Petrolero, pela Sul-Americana, que acontece na quarta-feira, na Bolívia — no jogo de ida, em São Januário, vitória cruz-maltina por 1 a 0. Segundo o UOL Esporte apurou, o atacante não foi sequer relacionado para o jogo contra o Altos, do Piauí, pela Copa do Brasil, por conta de um atraso em um treino que aconteceu às vésperas da viagem do elenco.

Cano tem, até aqui, quatro gols, marcados contra Boavista, Oriente Petrolero, Portuguesa e Alto, enquanto Werley tem dois, ambos contra a Portuguesa.

Nos últimos dias, o técnico Abel Braga enalteceu o fato de o time estar conseguindo criar oportunidades, mas, por outro lado, desperdiçando em igual volume. Este ponto tem levado preocupação ao treinador.

"Encontramos o que estava preocupando, que era a criação de jogadas. Venceu o Petrolero, venceu a Portuguesa. Já não criamos tanto no segundo tempo [contra o Altos], mas poderíamos ter liquidado. Depois daqueles primeiros 10 minutos que tentaram marcar pressão, encaixamos bem na movimentação e criamos demais. Que preocupa, preocupa. Aborrece um pouco. Não só a mim, como os jogadores. Não foram uma ou duas situações claras, estou falando de várias", disse o comandante cruz-maltino, após o duelo no Piauí.

Ao lado de Cano, o setor mais à frente da equipe da Colina tem sido formado por Talles Magno e Marrony. Talles terminou 2019 em alta, mas afastado dos gramados por conta de uma lesão na coxa direita, retornando nesta temporada. Já Marrony, outra cria da base e que recebeu sondagem do Palmeiras, chegou a ser alvo de críticas da torcida, mas tem o apoio da comissão técnica.

Cano foi o único novo nome para esta temporada até este momento. Além disso, a diretoria assinou novos vínculos com os volantes Fredy Guarín e Fellipe Bastos, que já estava no elenco, e buscam reforços para outros setores, como a zaga.

Fonte: UOL