Futebol

Vasco reencontra o Náutico na Série B pela partida de hoje (24)

Empate no primeiro turno marcou a demissão de Marcelo Cabo. De lá para cá, Vasco teve Lisca, mas foi Diniz que arrrumou o time.

Quando se enfrentaram no primeiro turno, o Náutico era o líder da Série B, enquanto o Vasco buscava se aproximar do G4. O empate em São Januário manteve a equipe pernambucana na ponta da tabela. Para o Cruz-Maltino, ocasionou a demissão do técnico Marcelo Cabo, que deixou o time na 8ª posição, com 18 pontos, três a menos que o Avaí, 4º colocado, e a oito do rival deste domingo.

Após 19 rodadas muita coisa mudou em relação aquele jogo. Na ocasião, Vanderlei, Léo Matos e Ernando eram titulares absolutos. Com Fernando Diniz perderam espaço, tanto que o zagueiro chegou a ficar de fora até dos relacionados em algumas partidas. No meio, Galarza e MT foram titulares, situação impensável hoje em dia. O paraguaio nem sequer foi utilizado por Diniz e MT integra atualmente o time sub-20.

Na tabela de classificação muita coisa também mudou. Se o Vasco tinha oito pontos a menos que o Náutico, agora é o Timbu que possui dois a menos que o Cruz-Maltino, porém isso não é motivo de comemoração em São Januário, já que a distância para o G4 é maior atualmente, com a diferença de seis pontos.

De fato a situação do Vasco com Marcelo Cabo não era boa, mas piorou com a chegada de Lisca. Além de não melhorar o desempenho em campo, com o treinador o time não entregou resultados e acabou despencando na tabela. O modelo de jogo pouco foi alterado, assim como os jogadores escalados. Para piorar, foi contra a contratação de Nenê, grande destaque da equipe.

Diniz chegou e Vasco mudou

Já com Fernando Diniz a história mudou. Além de implementar uma filosofia de posse de bola e aproximação dos jogadores, o técnico bancou a titularidade de Lucão e Riquelme, trouxe o equilíbrio para Bruno Gomes e moral para Gabriel Pec e Morato. Além disso, recuou Marquinhos Gabriel, o transformando em uma espécie de volante, com atribuições defensivas e ofensivas. O jogador relembrou o empate com o Náutico, mas garantiu que agora o Vasco está muito mais forte.

“Sofremos com a marcação forte, eles eram líderes da competição e estavam com a confiança em alta, dificultando muito as nossas ações. A gente acabou sofrendo o gol e no fim empatamos para o nosso alívio, mas não era o que a gente queria. Agora o momento é diferente, estamos com a confiança em alta numa vitória lá no Recife”.

A bola rola nos Aflitos, às 16h, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo é tratado como decisão e uma derrota vai deixar o perdedor mais distante do tão sonhado acesso.

Fonte: Jogada 10
  • Domingo, 15/05/2022 às 16h00
    Vasco Vasco 1
    Bahia Bahia 0
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quinta-feira, 19/05/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Guarani Guarani
    Campeonato Brasileiro - Série B Brinco de Ouro
  • Quinta-feira, 26/05/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Brusque Brusque
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quinta-feira, 02/06/2022 às 20h00
    Vasco Vasco
    Grêmio Grêmio
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Terça-feira, 07/06/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Náutico Náutico
    Campeonato Brasileiro - Série B Estádio dos Aflitos
  • A definir
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • A definir
    Vasco Vasco
    Londrina Londrina
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir