Vasco se divide por futuro de Talles Magno

13/07/2020 às 08h19 - FUTEBOL

Com a eliminação do Campeonato Carioca, o Vasco ganhou tempo para arrumar a casa em meio ao caos financeiro em que se encontra. Após vender Marrony e anunciar o equacionamento das dívidas com os atletas de março e abril (pagou maio, mas junho já venceu), o clube ainda tem a necessidade de negociar mais um de seus ativos. A bola da vez é Talles Magno.

Um dos principais jogadores do elenco mesmo com apenas 18 anos, a joia está bastante valorizada no mercado internacional, que promete fazer novas ofertas — até agora recebeu apenas do Krasnodar, da Rússia, que não interessou. Com a volta do futebol europeu, no entanto, há uma certeza que novas consultas chegarão a São Januário.

E é justamente essa questão que divide o Vasco. Vender ou não Talles Magno em caso de boa proposta? Por um lado, há quem defenda que o retorno técnico, dentro dos gramados, será importantíssimo para o time na temporada, retomada após paralisação da pandemia do novo coronavírus.

Com a folga no calendário e bastante tempo de treino, esse grupo acredita que Talles Magno poderá voltar à melhor forma após perder muitas semanas por conta de uma lesão. Recuperado, a expectativa é enorme pelo desempenho do atacante de 18 anos para o Campeonato Brasileiro.

Do outro, dirigentes entendem que nada funcionará devidamente antes das questões financeiras serem resolvidas. E para isso há a certeza que mais um jogador precisa ser vendido. Neste caso, se chegar uma boa proposta para Talles Magno, ele deveria ser vendido.

A multa rescisória da joia vascaína é de 35 milhões de euros (R$ 211 milhões). Porém, assim como aconteceu com Paulinho, o Vasco poderá aceitar uma proposta inferior a esse valor, pois precisa de dinheiro. Talles Magno é o mais valorizado, mas o Cruzmaltino trabalha ainda com a possibilidade de negociar Andrey ou Ricardo Graça.

Venda de Marrony decepcionou

No mês passado, o Vasco se viu pressionado a vender Marrony e negociou o jovem atacante para o Atlético-MG. A negociação rendeu R$ 18 milhões — os cariocas ficaram R$ 16,4 do total. Internamente há a convicção que o valor é baixo, mas necessário diante da difícil situação em que o clube se encontra.

Apesar de não ter tanta pressa como mês passado, o Vasco ainda precisa de grana para pagar as dívidas e manter salários em dia até o fim da temporada. Justamente por isso é que a o receio de ter que aceitar um valor abaixo do que se esperava inicialmente. Por outro lado, a quantia precisa ser o suficiente para resolver os problemas do clube na temporada.

Enquanto nenhuma proposta oficial chega, o Vasco usa e abusa da imagem de um de seus principais jogadores. Talles Magno já foi o garoto propaganda do lançamento do último uniforme e deverá ser novamente na nova edição. Sua presença nas redes sociais tem sido constante e muito comemorada pela torcida.

Fonte: UOL Esporte