Vasco será julgado pela partida contra o São Paulo nesta quinta-feira

18/09/2019 às 23h20 - CLUBE

A Quinta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgará na próxima quinta-feira, dia 19 de setembro, as infrações ocorridas na partida entre Vasco e São Paulo, válida pela 16 ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Ambos os clubes, além do técnico Cuca e do jogador Raniel, do Tricolor, foram denunciados e correm risco de punição no STJD. A sessão está agendada para iniciar às 16h.

A partida em questão ocorreu no dia 25 de agosto, em São Januário. Além de um problema com cantos homofóbicos vindos da torcida – que foi arquivado no Tribunal após explicações prestadas pelo clube mandante - , houve também um arremesso de objeto ao campo, de acordo com a súmula da partida.

"Foi arremessado no gramado fora do campo de jogo um copo plástico contendo líquido dentro na direção do banco de reservas da equipe do São Paulo após a marcação do primeiro gol da equipe do Vasco da Gama. Relato que o copo foi atirado da arquibancada com torcedores do Vasco da Gama localizada atrás do banco de reservas da equipe visitante."

Desta forma, o Vasco foi denunciado no artigo 213, incisos I e III por deixar de tomar as providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto e lançamento de objetos no campo ou local da disputa de evento desportivo. A pena é de R$100 a R$100 mil e, em caso de gravidade, pode gerar perda de mando de campo.

O clube também responderá pelo atraso de um minuto no reinício da partida. Segundo o árbitro do duelo, houve um "problema com a irrigação do campo" que não permitiu que o jogo começasse no horário estipulado. A punição para o artigo 206 varia de R$100 a R$1 mil de multa.

Por conta do tumulto que aconteceu no túnel para o vestiário ao fim do duelo, o Vasco também foi enquadrado no artigo 257 parágrafo 3º e pode ter que desembolsar até R$ 20 mil. O técnico Cuca, identificado na confusão, também foi denunciado neste caso e corre risco de pegar gancho de duas a dez partidas.

Por fim, o jogador Raniel também será julgado. Ele foi expulso de campo com cartão vermelho direto, aos 37 minutos do primeiro tempo, após atingir com as travas da chuteira o rosto do adversário Richard. O atleta foi enquadrado no artigo 254, que prevê de uma a seis partidas de suspensão.

Fonte: STJD