Vasco TV: Raul visita Feira de São Cristóvão no quadro "Rolé no Rio"

30/08/2019 às 21h14 - CLUBE

Atravessando um excelente momento na Colina Histórica, Raul foi o segundo personagem do "Rolé no Rio", quadro criado pela VascoTV com o intuito apresentar aos jogadores que nasceram fora do Rio de Janeiro algum ponto turístico da Cidade Maravilhosa. E o lugar escolhido para realizar a gravação com o camisa 31 não poderia deixar de ser o Centro de Tradições Nordestinas, a popular Feira de São Cristóvão, onde a entrada principal homenageia ninguém mais, niguém que menos que Luiz Gonzaga, o eterno Rei do Baião.

- É a primeira vez que venho aqui. Sempre fui louco para conhecer. O que sempre passaram para mim é que a cultura nordestina está toda aqui dentro. Fiquei muito feliz e não pensei duas vezes quando recebi o convite. O Luiz Gonzaga é uma estrela, o Rei do Baião, como um ídolo para todos os nordestinos. Escolheram o personagem perfeito para colocar na entrada, pois ele representa bem o que é o Nordeste, foi uma pessoa que sempre lutou pelo reconhecimento da região - afirmou o cearense Raul, ao lado da estátua de uma das mais importantes figuras da música popular brasileira.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.brRaul

Logo após ultrapassar as roletas de acesso ao Centro de Tradições Nordestinas, que funciona de terça até domingo a partir das 10 horas, Raul deu de cara com cantor e compositor Carlos Botelho, o Marabá, ex-diretor cultural do espaço e torcedor vascaíno. O bate-papo foi sobre música, mas abordou também o início da trajetória do líder em desarmes do Gigante da Colina na temporada. O volante, inclusive, revelou durante a conversa que a paixão pela cruz de malta vem da família e que a adquiriu ainda na infância.

- Meu sonho de criança era ser jogador, e sempre me imaginava passando na TV quando assistia os jogos lá na minha cidade. O clube do meu coração na infância era o Vasco, até porque grande parte minha família é vascaína, então estar aqui hoje é uma realização, um sonho. Ter a chance de jogar em São Januário é algo incrível, pois sempre quis conhecer o estádio. A vida é cheia de sonhos, desafios, e fico feliz por ter a chance de correr atrás dos meus objetivos. Sou um cara feliz e agradecido a Deus por tudo que tem acontecido na minha vida - disse o camisa 31 vascaíno.

Parado diversas vezes por fãs para fotos e autógrafos durante o passeio, Raul recebeu o carinho de comerciantes, tendo assim a oportunidade de matar a saudade de itens tradicionais da culinária nordestina, como castanha e a rapadura, doce feito a partir da cana-de-açúcar. Foi no Museu da Feira, porém, que o volante se sentiu ainda mais próximo do Ceará. Além de uma maquete que aborda o dia a dia do interior do Nordeste e a história da região, com direito a estátuas de Lampião e Maria Bonita, o espaço também destaca Padre Cícero, maior ícone religioso dos nordestinos.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.brRaul

- O pessoal lá do Ceará é muito devoto de Padre Cícero, mas ele não é o único. Em todas as comunidades, em cada vila, tem um santo que o povo admira. Eu vejo que precisamos estar sempre muito próximos e apegados a Deus. O mundo que vivemos hoje está muito perigoso, e corremos risco em tudo que vamos fazer. Ano passado tive a chance de conhecer o Santuário do Padre Cícero e foi muito bacana, pois fiquei sabendo de muitos relatos de pessoas que superaram problemas por conta da fé - declarou o volante vascaíno.

Como não poderia ser diferente, antes do "Rolé no Rio" chegar ao fim e pegar a estrada rumo ao treino, o camisa 31 foi saborear um "Baião de Dois", prato típico do Nordeste que é preparado com a mistura de arroz e feijão. E para visita se tornar inesquecível e a experiência ainda mais perfeita para Raul, a refeição não poderia ter sido feita em outro lugar que não fosse a Barraca da Chiquita, restaurante mais tradicional da Feira que pertence a dois conterrâneos do volante e completa 40 anos de fundação neste ano de 2019.

A recepção ao craque do Gigante da Colina foi em grande estilo, com muito forró e alegria, como a manda a cartilha de uma boa festa nordestina. O som ficou sob responsabilidade do músico pernambucano Keu Dantas, que mostrou todo o seu talento ao tocar o hino cruzmaltino na sanfona. A empresária cearense Francisca Alda, a Chiquita, dona da Barraca, fez Raul deixar a timidez de lado, o puxou para dançar um autêntico forró pé de serra e o fez ajudar no preparo de uma Paçoca de Pilão, feita com carne de sol desfiada e farinha de mandioca.

- Não tenho nem palavras para agradecer pela recepção que tive aqui. Foi muito legal fazer essa visita aqui. Vou voltar em breve com minha esposa e meu filho. O cara é craque na sanfona, toca tudo, fiquei surpreso quando ouvi o hino, pois sei que não é muito fácil tocar ele (risos). A comida aqui também é boa demais, não tenho do que reclamar. Deu para matar a saudade lá do Ceará - finalizou o líder em desarmes do Almirante na temporada.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.brRaul

O Centro de Tradições Nordestinas é um pavilhão localizado no bairro de São Cristóvão é o mais importante pólo de cultura nordestina no Rio de Janeiro. O local oferece ao visitante tudo que a região dispõe, exibindo, nas suas quase setecentas barracas, sua riqueza tradicional e proporcionando, ainda, a animação característica através dos mais variados ritmos musicais da terrinha: forró, xote, baião, xaxado, repente, embolada, martelo, arrastapé, maracatu e outros sons bem genuínos. A Feira funciona de terça à quinta das 10h às 18h e finais de semana das 10h de sexta às 20h de domingo.

A Barraca da Chiquita é hoje uma das principais referências da Tradição Nordestina no Estado do Rio de Janeiro. Criada em 1979 pelos cearenses Francisca e Raimundo, o restaurante integra o Pavilhão de São Cristóvão desde sua inauguração, em 2003, e se destaca por enaltecer a Cultura Nordestina de Raiz, através da comida e da música. A Barraca da Chiquita comemora 40 anos em 2019 e possui outras duas filiais, uma na Zona Sul da Cidade Maravilhosa, em Copacabana, e outra em Niterói. Acesse o Site Oficial do restaurante para obter informações sobre os horários de funcionamento (clique aqui).

Fonte: Site oficial do Vasco