Vasco valoriza o espírito de luta apresentado na Bahia

07/02/2019 às 13h29 - CLUBE

O Vasco sofreu na Bahia, nesta quarta-feira, mas conseguiu o empate por 2 a 2 com o Juazeirense e segue vivo na Copa do Brasil. As condições do gramado do Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro (BA), a falta de luz no segundo tempo e o desgaste da viagem foram fatores a serem superados pelo Cruz-Maltino. Apesar do rendimento em campo não ter sido dos melhores, o espírito de luta dos cariocas foi muito grande.

Justamente este excesso de vontade de buscar a classificação é, na visão do elenco, o que deve ser aproveitado para a sequência do trabalho. No próximo domingo, o Vasco tem uma decisão contra o Resende, às 17h (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pelas semifinais do Campeonato Carioca.

“Foi importante, porque nunca desistimos do resultado positivo e sempre buscamos a vaga na segunda fase. Este espírito de luta tem sido a nossa tônica nesta temporada e precisa continuar. Temos jogos importantes pela frente e vamos seguir dando o nosso máximo, buscando a conquista dos três pontos”, disse o atacante Marrony.
 

A delegação do Vasco retornou da Bahia nesta quinta-feira. Na sexta, o plantel volta a treinar na parte da tarde, quando o técnico Alberto Valentim vai começar a definir a equipe que enfrenta o Resende.

Fora de campo, a diretoria está trabalhando na redução do elenco, que atualmente conta com 47 nomes e está gerando problemas na folha salarial. Alberto Valentim tem participado de reuniões com os diretores de futebol no sentido de encontrarem um modelo para liberar estes atletas. Alguns jovens, por exemplo, serão emprestados para que possam adquirir mais experiência em outras equipes.

 

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.brJogadores vascaínos valorizam a o espírito de luta apresentado na Bahia
Jogadores vascaínos valorizam a o espírito de luta apresentado na Bahia

Fonte: Gazeta Esportiva