Outros Esportes

Vôlei Feminino: Diretor do Vasco fala sobre técnico que agrediu jovem

Diretor das categorias de base de vôlei do Vasco, Telon Bernardes falou sobre a agressão do técnico Andre Gava durante um jogo do sub-17. O treinador empurrou uma de suas atletas e foi demitido logo após a partida.

Em entrevista ao UOL, o diretor — que compareceu ao jogo em questão — criticou duramente a postura do treinador. Telon contou ainda recebeu o apoio dos pais das atletas após demitir o comandante.

'A gente abomina isso. É inadmissível'

Ele [Andre Gava] já tinha discutido. Naquele exato momento, o jogo estava pegado e a discussão era a permanência da menina agredida na quadra, a Bia, se ela ficaria ou não. Ele tinha dito que era para ficar, e não sei se outros tinham falado para sair. Parece que ela estava sem saber o que era para fazer, perguntaram para ela e, na atitude impensada, [o André] empurrou ela para estar dentro da quadra.

Fui rigoroso na demissão. Não negociei. A gente prega muito por isso, ainda mais o Vasco. Abominamos o desrespeito. Fiquei arrasado, totalmente destruído.

É injustificável. Ele já estava meio nervoso com a arbitragem, se perdeu um pouco, e em ato impulsivo, deu aquele empurrão para [a jogadora] ficar dentro da quadra. A partir daquele momento, o juiz o desclassificou. Aí tive que apagar os incêndios todos.

Ele ficou muito atordoado. Tem 20 anos de profissão, o grupo adora ele, mas a partir daquele momento, daquela cena, não tinha o que fazer. Pedi para que ele saísse da quadra. Naquele momento foi decretado W.O. Ele saiu da quadra, foi para os fundos. Me dirigi a ele, desliguei, pedi para ir para casa dele.

O que me restou foi dar toda a atenção para os pais e para as atletas. Fiz reunião com as meninas e os responsáveis, me coloquei à disposição. Algumas meninas quiseram falar. Expliquei que nossos valores não são negociáveis, respeito e dignidade. Recebi contrapontos das próprias atletas, 'a gente sabe que André errou, mas a gente gosta dele, foi um fato isolado'. Ele tem o grupo nas mãos. A partir daí tive que ser bem enfático, expliquei que não estava dando o direito para elas de decidir, que naquele momento elas talvez não entendessem, mas que ele já tinha sido desligado.

O grupo de pais me apoiou integralmente, não esperavam outra coisa. Alguns pais até tiveram uma certa tolerância, entenderam que as filhas deles queriam a continuidade no André. Talvez estejam chateadas comigo, mas os pais me deram razão. Coloca até o projeto em risco, pela gravidade disso.

O pai [da jogadora agredida] veio falar comigo, teve empatia. A Bia nem estava muito sentida, a mãe [dela] disse que já conversou com o Andre, que não ia registrar nenhum tipo de B.O por agressão, porque a maior punição é a consciência dele. Conheciam ele. A Bia, a agredida, jogou [a segunda partida do dia], entrou em quadra como se nada tivesse acontecido.

O cara [Andre Gava] saiu chorando, completamente desolado, sem direção. Estou preocupado com o profissional, mandou áudio chorando e se desculpando. É o projeto da vida dele, que jogou no lixo. Já trabalhou no Vasco há 13 anos, é vascaíno. Falei que o que ele fez foi grave, ele sabe disso. Ele nunca agrediu ninguém. Ele estava arrasado [depois do empurrão], sem chão. Quando falei pra que que tinha que se retirar, ele aceitou. Abaixou a cabeça, falou: 'nem sei o que te falar, o que aconteceu'.

O jovem projeto do vôlei

As jogadoras chegaram ao Vasco há três semanas e os pais já conheciam Andre Gava. O clube não tinha vôlei nesta categoria desde 2013.

Tanto as atletas quanto o treinador são prestadores de serviço, e não funcionários do clube. O time surgiu de uma parceria com o Grajaú e tem a chancela do Vasco.

Telon é diretor da base do vôlei há três meses. Ele foi nomeado por Pedrinho, presidente do Cruzmaltino.

Fonte: UOL Esporte
  • Terça-feira, 21/05/2024 às 21h30
    Vasco Vasco 3
    Fortaleza Fortaleza 3
    Copa do Brasil São Januário
  • Domingo, 02/06/2024 às 16h00
    Vasco Vasco
    Flamengo Flamengo
    Campeonato Brasileiro - Série A Maracanã
  • Quinta-feira, 13/06/2024 às 21h30
    Vasco Vasco
    Palmeiras Palmeiras
    Campeonato Brasileiro - Série A Arena Barueri
  • Domingo, 16/06/2024 às 18h30
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série A São Januário
  • A definir
    Vasco Vasco
    São Paulo São Paulo
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir