Ygor não teme ficar sobrecarregado

01/03/2006 às 12h46 - FUTEBOL

Ao arrasar o Botafogo-PR por 7 a 0, pela Copa do Brasil, o Vasco chamou atenção para um fator que não foi o seu ataque. Pela primeira vez no ano o time saiu de campo sem sofrer gol. Mas diante da fragilidade do adversário, a nova dupla de zaga vascaína, Jorge Luiz e Éder, ainda tem de conquistar a confiança dos torcedores.

O próximo teste é nesta quarta-feira, às 19h30m, no estádio Édson Passos, onde o Vasco enfrenta o Nova Iguaçu pela terceira rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

- O entrosamento vem com o tempo. Temos conversado sobre o time do Nova Iguaçu. O Zinho chega com qualidade de trás e o ataque, com Marcos Denner e o Deni, é muito rápido, - disse Jorge Luiz, mostrando conhecimento do adversário.

Para a defesa continuar invicta, é importante que a marcação no meio-campo também funcione. No novo esquema adotado por Renato Gaúcho, Ygor é o único volante do time. Ele não teme ficar sobrecarregado no setor.

- Sou o único volante de origem, mas o Abedi também é um jogador de pegada, ajuda bastante a marcar. E o Morais e o Ramon dão o primeiro combate, pelo menos cercando - explicou Ygor, revelando as instruções que recebe do técnico. - O Renato pede para eu ficar plantado, já que o Abedi é um jogador que sai mais para atacar. Mas às vezes eu arrisco. Contra o Botafogo da Paraíba fiz uma jogada pela ponta que acabou resultando no gol do Morais. Depois o Renato veio brincar, dizendo que nunca tinha visto eu fazer uma jogada daquelas.

Fonte: ge