Após 'brincadeira' com Vasco, Sheik diz que recebeu ameaças de vascaínos

14/05/2020 às 21h02 - TORCIDA

Em entrevista ao site Esporte Interativo, o ex-atacante do Flamengo, Emerson Sheik revelou que que foi ameaçado por torcedores do Vasco depois de fazer uma brincadeira com o clube na época em que atuava pelo Rubro-Negro.

Em 2015, ele ironizou uma possível rivalidade entre os clubes e disse que compará-los era "sacanagem", já que o Fla estava acima. 

“Nunca faria aquilo pra desrespeitar o Vasco da Gama, pelo contrário. Aqui em casa, meu filho mais velho é vascaíno, meu irmão é vascaíno, todos meus sobrinhos são vascaínos, meu pai também era. Tenho máximo respeito pelo Vasco. Foi uma brincadeira. Recebi muitas ameaças. Mas ao longo do tempo, acho que o torcedor viu que eu era um cara sacana. Recebi ameaça real e fiquei com medo porque eu não fiz uma coisa para humilhar, foi uma brincadeira”, disse.

“As pessoas precisam entender que foi uma brincadeira. E eu compartilho muito dessas brincadeiras. Fora o gol, que é o momento mágico do futebol, um drible desconcertante faz o torcedor pular, o adversário ficar chateado… E eu via Romário, Edmundo, Túlio, Donizete, Valdir… Esses jogadores mais antigos. Eu ia fazendo apostas, brincadeiras e provocações… E era muito saudável, e as discussões entre os torcedores nos bares, nas casas… Fazia parte do que era o futebol. Muitas pessoas falavam: ‘Você é aquele que sobrou, é o último’. E eu sou brincalhão”, completou.

Recentemente, Sheik teve que vir a público para esclarecer mais uma polêmica que colecionou durante sua carreira, essa com o jogador do Palmeiras, Dudu, em 2018 após a disputa da final do Campeonato Paulista.

A partida, realizada no Allianz Parque, foi marcada por muita discussão acerca da arbitragem de Marcelo Aparecido de Souza, que assinalou pênalti para o Palmeiras e voltou atrás oito minutos mais tarde.

A atitude deixou brecha para que o Verdão reclamasse de uma possível interferência externa.

Mesmo com toda a confusão, o Corinthians saiu com o título, que foi muito especial para Emerson Sheik, que estava encerrando sua carreira e queria terminá-la com mais uma conquista na prateleira.

No entanto, na comemoração da vitória, Emerson acabou xingando o atacante Dudu, do Palmeiras e se arrependeu da atitude.

“Eu queria muito encerrar a minha carreira com um título. Muito mesmo. Não sei porque eu fiz isso. Sempre fui muito agressivo em campo, mas muito leal. Chegava firme, mordia, encarava, brigava, mas tudo dentro de campo. Aquela vez eu bebi um pouco a mais, peguei o microfone e xinguei o Dudu, do Palmeiras, e me fez muito mal. Acho que dentro do futebol, que me deu tudo, levei sustento pra dentro de casa e pra todos os meus, o Dudu eu passei do ponto, falei bobagem”, contou Sheik em entrevista para o canal Fox Sports.

Fonte: sportbuzz.uol.com.br