Eurico e Márcio Braga trocam farpas por causa de eleição na FERJ

12/09/2006 às 22h26 - POLÍTICA

Os clubes e as ligas que participaram de Assembléia Geral Extraordinária da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), realizada na sede do América, decidiram hoje que o vice-presidente de Futebol Amador da entidade, Hildo Nejar, é o legítimo presidente após a morte de Eduardo Vianna.

No entanto, a presidência vem sendo ocupada por outro vice da Ferj, Rubens Lopes. Ele sustenta que um dispositivo do estatuto da federação o garante como sucessor de Eduardo Vianna. Padrinho político de Rubens Lopes, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, ironizou a iniciativa do presidente do Flamengo, Márcio Braga, de convocar a assembléia de ontem, afirmando que a reunião é ilegal e clandestina.

\"Esse é mais um delírio dele em querer convocar uma reunião na escadaria do América. Agora, se quiser de fato fazer algo do tipo e dentro da lei, que o faça na sede da Federação Carioca e não fora dela\", criticou Eurico. Durante a Assembléia Geral, 16 membros votaram pelo cumprimento do estatuto, ou seja, pela condução de Hildo Nejar à presidência.

Fonte: Agência Estado