Fernando Miguel fala da sua relação com o Vasco

07/10/2020 às 18h57 - CLUBE

Uma das referências do atual elenco vascaíno, o goleiro Fernando Miguel alcançará uma marca importante no duelo desta quarta-feira (7/10), diante do Bahia, em Pituaçu pelo Campeonato Brasileiro. Desde 2018 no clube, o camisa 1 completará 100 jogos pelo Gigante da Colina. Em entrevista ao Site Oficial, ele falou um pouco sobre o sentimento, fez um pequeno balanço desses quase três anos e analisou a relação com o clube.

- Eu penso que o atleta de futebol precisa criar identidade, vínculo e um relacionamento profundo com os clubes em que ele joga. Eu sou um atleta com esse perfil. Aqui no Vasco tem sido mais especial por conta de todas as adversidades que a gente tem encontrado durante o tempo. Não é novidade pra ninguém, não precisamos esconder isso de ninguém, das limitações que tentam nos paralisar. A cobrança continua sendo enorme e precisamos continuar produzindo. Tenho me entregado de corpo e alma, para que a gente consiga avançar e reverter esse panorama de dificuldade e que ali na frente a gente possa estar sorrindo e se orgulhando do trabalho que vem sendo realizado durante esse tempo. A minha relação com o Vasco é de muita intensidade, profundidade e muita verdade. Consegui evoluir como profissional, avançar e crescer na minha carreira. Eu não me vejo só sendo importante para o Vasco, mas vejo o Vasco fazendo o mesmo - ressalta Fernando, antes de completar:
 

- Fico feliz e agradeço, sou sempre grato pelas oportunidades que tive na minha vida. Essa está sendo mais uma e ela está sendo construída de forma bastante sólida, intensa e verdadeira. São 100 jogos de muita entrega, muita luta, muito comprometimento e lealdade a essas cores, esses clubes e essa torcida. Tem se falado muito em reconstrução e posso dizer que me sinto parte e orgulhoso de fazer parte dela.

Desafiado pela reportagem a escolher os jogos e as defesas mais marcantes e especiais com a camisa do Cruzmaltino, Fernando lembrou de momentos importantes, como a inesquecível defesa na cabeçada de Rodrigo Caio contra o São Paulo em 2018, a estreia diante do Paraná, o jogo diante do Internacional no Beira-Rio ano passado e a decisão da Taça Guanabara de 2019, no Maracanã:

- Eu não consigo gravar ou falar pra vocês uma única defesa ou um único momento. Não tem como não lembrar da primeira vitória, que foi contra o Paraná em São Januário, precisávamos muito vencer. Depois tem aquela defesa emblemática contra o São Paulo, que se a gente não tivesse vencido o pior poderia ter acontecido. Consegui ter uma participação importante. O jogo no Castelão, contra o Ceará, carregado, situação difícil, fizemos um jogo seguro. E não posso deixar de lembrar da Taça Guanabara, que vencemos de forma invicta, contra o Fluminense. A passagem depois de 12 anos, que vencemos o Internacional no Beira-Rio. Tem muitos momentos marcantes e defesas bacanas para recordar e lembrar. Acredito que o Vasco tem avançado, crescido e me orgulho muito. Espero que continue dessa forma por bastante tempo.
 

SENTIMENTO

Me sinto com muito vigor, muita gana, muita vontade de vencer, aprender, construir e ser melhor. Lapidar coisas que precisam ser evoluídas. Acho que isso precisa fazer parte da essência do atleta, não se acomodar jamais com o que se viveu ontem, hoje... é sempre buscar mais para que o amanhã da gente continue a ser construído. Avançar nesses propósitos, nesses ideais e que a história continue a ser escrita de uma maneira gigante e a gente espera construir com títulos também, é o que deixa um legado maior para um atleta quando ele passa num clube. 


RECADO AO TORCEDOR

A única coisa que eu posso dizer ao torcedor vascaíno é o meu muito obrigado. Agradecer aqueles que sempre me apoiaram e até mesmo aqueles que cobraram. Acredito que pra jogar no Vasco a gente precisa sempre estar no limite, na expectativa de ser melhor, construir mais e evoluir. Vamos lembrar de como foi a chegada, o início, acredito que a de todo atleta é assim, carregada de dúvidas, desconfiança até que as relações vão se construindo e tenho muito orgulho de como é com o vascaíno. A forma como me entrego, me comprometo e o quanto sou leal a instituição. Vou procurar fazer mais e melhor para que a gente possa sair sempre satisfeito ao final de cada temporada.

Fonte: Site Oficial do Vasco