Futebol

Histórico resumido sobre os possíveis adversários do Vasco na Copa do Brasil

Entre os dez times do pote E, um já jogou contra o Vasco em 2009, outro foi goleado pelo Gigante em 1982 e um terceiro já enfrentou o time da Colina em uma Copa do Brasil

A CBF divulgou os potes do sorteio da primeira fase da Copa do Brasil de 2022. O Vasco está no pote A e pelas regras, vai pegar uma equipe do pote E. Equipes que em sua maioria estão nas Séries C e D do Campeonato Brasileiro.

Com os prováveis adversários já conhecidos, vamos a um pequeno histórico sobre os dez times que compõem o quinto pote do sorteio.

Altos

É o caçula da lista. Fundado em 2013, rapidamente virou uma sensação no Piauí. Em cinco participações no campeonato estadual, conseguiu três títulos. A Manga Mecânica, como é conhecida, também teve êxitos no Campeonato Brasileiro: em 2020, subiu para a Série C e na temporada 2021, conseguiu se manter na terceira divisão nacional, ao passo que o Santa Cruz, um time muito tradicional do Nordeste foi rebaixado à Série D. Se classificou para a Copa do Brasil com o título piauiense de 2021.

Campinense

É o único que já enfrentou o Vasco. Na Série B de 2009, perdeu as duas partidas contra o Cruzmaltino: 3×0 em São Januário e 1×0 em Campina Grande. Após esta Série B, foi rebaixado em sequência, até que começou a disputar a Série D em 2011. E foram praticamente dez anos jogando a última divisão nacional, até que em 2021, conseguiu subir para a Série C de forma emocionante, vencendo o América – RN nos pênaltis. A Raposa se classificou para a Copa do Brasil com o título paraibano de 2021.

São Raimundo/RR

Fundado em 1963, tornou-se uma potência hegemônica em Roraima. Desde que o profissionalismo foi implantado no estado, em 1995, o Mundão (como é mais conhecido) levou 10 de seus 12 títulos (o clube foi campeão em 1977 e 1992, quando ainda era amador), seis deles consecutivos a partir de 2016. É o único hexacampeão roraimense. E tanta superioridade em seu estado acabou rendendo frutos fora dele. Atualmente o alvianil de Boa Vista é o quinto melhor clube da Região Norte no Ranking Nacional de Clubes e o bom desempenho na Série D de 2021, fez que Roraima avançasse algumas posições no Ranking Nacional de Federações, o que deu mais uma vaga para o estado menos populoso do Brasil.

Mirassol

O time da cidade de Mirassol, noroeste paulista, é um exemplo de como o dinheiro bem investido rende frutos no futuro. Com a venda do atacante Luiz Araújo do São Paulo para o Lille, da França, o Leão recebeu um dinheiro do Mecanismo de Solidariedade da FIFA, por ser o clube formador de Araújo. Com esses recursos a mais, construiu um moderno centro de treinamento e em 2020, causou espanto ao eliminar o São Paulo no Campeonato Paulista com um time montado às pressas. Logo depois, ainda fez mais história com o inédito título da Série D. Em 2021, o Leão da Alta Araraquarense chegou mais uma vez às semifinais do Paulistão, eliminando o Guarani nos pênaltis, mas não foi páreo para o São Paulo de Martín Benítez. Mas na Série C, apesar de ter passado por alguns apuros, já que alguns jogadores importantes da campanha do Paulista foram vendidos ao Botafogo, como Luís Oyama e Rafael Navarro, se manteve na terceira divisão e ainda rebaixou o Paraná Clube.

O Mirassol se classificou para a Copa do Brasil graças à semifinal do Campeonato Paulista e à classificação do Palmeiras para a terceira fase do torneio.

Ferroviária

O time de Araraquara é muito tradicional. Fundada em 1950, por funcionários da Estrada de Ferro Araraquarense, a Ferrinha ficou na primeira divisão paulista por 30 anos consecutivos, até que foi rebaixada em 1996, só retornando à elite em 2015. Neste período, a Ferroviária virou uma potência no futebol feminino. Já no masculino, o clube grená vai para a sua quarta Série D seguida. Em 2021, chamou a atenção ao contratar o atacante Bruno Mezenga, ex-Flamengo, que depois foi para o Goiás. No entanto, apesar do bom desempenho estadual, nacionalmente o time é um fracasso. Nas duas últimas edições da Série D, a AFE foi eliminada. Em 2020, com os investimentos do empresário Saul Klein, herdeiro das Casas Bahia, caiu na segunda fase diante do Marcílio Dias. E em 2021, perdeu o acesso nos pênaltis para o Atlético Cearense. A classificação para a Copa do Brasil 2022 se deu por causa da boa classificação no Paulistão 2021 e também pelo Corinthians, que se classificou para a Libertadores.

Moto Club

O Moto Club de São Luís irá fazer 85 anos de fundação neste ano de 2022. É o segundo maior campeão maranhense, com 26 conquistas. Já chegou a enfrentar o Vasco em um Campeonato Brasileiro: foi na Taça de Ouro de 1982. Pelo grupo A, duas vitórias: uma goleada por 7×0 em São Januário e um 2×1 em São Luís. Entre 1994 e 1997, jogou a Série B do Campeonato Brasileiro, na época, um campeonato bem mais desvalorizado do que é hoje em dia. No entanto, os anos 2000 foram bem difíceis, com o Papão do Norte chegando a até mesmo amargar dois rebaixamentos à segunda divisão de seu estado: em 2009 e 2012. No entanto, desde 2018, o Moto chega às finais do campeonato estadual e sempre fica com a primeira vaga do Maranhão na Série D e a segunda vaga do estado na Copa do Brasil. E é o caso deste ano: o time que revelou Kléber Pereira (famoso pela sua passagem pelo Santos) foi vice-campeão maranhense e estará na CdB.

Salgueiro

Fundado em 1972, o time da cidade homônima localizada no agreste de Pernambuco se profissionalizou apenas em 2005. E desde então, começou uma trajetória meteórica no futebol pernambucano. Em 2008, estreou na elite de seu estado e não fez feio: ficou em 4º lugar. Na Série C, chegou até a terceira fase, o que rendeu uma classificação à nova Série C em 2009. E em 2010, subiu para a Série B. Mas o que poderia ser um momento de afirmação do Carcará se tornou um verdadeiro drama nos anos seguintes. Em 2011, os pernambucanos fizeram uma péssima campanha na segunda divisão e foram rebaixados na vice-lanterna. E para piorar, no ano seguinte caiu de novo, mas desta vez para a Série D. Voltou para a Série C em 2013, e quase subiu de volta para a Série B em 2014, sendo eliminado pelo Mogi Mirim. Ficou até 2018 na Terceirona, até voltar para a Série D, onde está hoje. Se em âmbito nacional, o Carcará está com uma situação normalizada, nas disputas estaduais, o clube rubro-verde foi do céu ao inferno nos últimos anos. Em 2020, fez história, ao se tornar o primeiro time do interior de Pernambuco a ser campeão estadual, quebrando uma hegemonia centenária. Mas isso não foi suficiente para alguns meses depois, o clube do agreste desistir de disputar a Copa do Nordeste por falta de dinheiro, mas voltou atrás. O Salgueiro se classificou para a Copa do Brasil pela terceira colocação no Campeonato Pernambucano.

Globo

É o segundo time mais novo da lista, com 10 anos de existência completados em 2022. Foi fundado por um empresário do ramo da construção civil que é admirador do jornalista Roberto Marinho, fundador da TV Globo, por isso o nome do clube. As cores são as mesmas da bandeira da Alemanha. E desde que estreou na primeira divisão do Campeonato Potiguar, em 2014, mostrou que veio para ser a terceira força do Rio Grande do Norte. Logo no ano de estreia, um vice-campeonato. Em 2017, a Águia fez história mais uma vez. Na estreia em Campeonatos Brasileiros, o vice-campeonato da Série D. Mas a alegria durou pouco. A equipe potiguar nunca teve uma boa regularidade na terceira divisão nacional, e em 2019, voltou para a última divisão. E no ano passado, os bons ventos sopraram para Ceará-Mirim. O Globo foi campeão potiguar pela primeira vez, ao bater o ABC na final. E este título credenciou o time da Grande Natal à Copa do Brasil.

União/MT

Fundado em 1973, o União é o representante da cidade de Rondonópolis, no sul de Mato Grosso. Até o século XXI, era coadjuvante no futebol local, praticamente dominado pelos times de Cuiabá. Porém, com a ascensão dos times do interior do estado, iniciada nos anos 90, foi galgando espaço. Até que em 2010, conseguiu seu único título estadual, com participação do ex-Vasco Valdir Papel. No entanto, o crescimento do Luverdense e principalmente do Cuiabá praticamente impediu quaisquer chances do União se desenvolver melhor. Tanto que em 2015, o Colorado chegou a perder mais de dez pontos por escalar jogadores irregulares. Em 2017, nova chance pro alvirrubro, com o título da Copa Mato Grosso, que lhe rendeu uma vaga à Copa do Brasil. O melhor resultado do time após o título de 2010 foi com o vice-campeonato em 2020, que lhe rendeu uma vaga à Série D. E em 2021, embora tenha sido eliminado nas quartas de final para o Ação, conseguiu a vaga para a Copa do Brasil com o título da Copa Mato Grosso (agora Copa FMF), batendo o Dom Bosco na final.

Sergipe

Time mais antigo desta lista, foi fundado em 1909 por membros da elite de Aracaju. É o maior campeão de seu estado, com 35 títulos e frequentemente aparece na Copa do Brasil e nas últimas divisões do Brasileirão. Em 1986, foi um dos pivôs de uma polêmica envolvendo o Vasco. Isso porque o jogador do Gipão Carlos Alberto foi flagrado no exame antidoping, após o jogo contra o Joinville, pelo Campeonato Brasileiro daquele ano. Como era prática na época, o JEC ficou com os pontos da partida. Só que esta situação iria rebaixar o Vasco, que tinha força política na CBF. O Cruzmaltino exigiu a devolução dos pontos ao Sergipe, mas a CBF resolveu incluir os três pivôs da confusão na segunda fase, além de outros três times: Náutico, Santa Cruz e Sobradinho.

Nos anos 90, chegou a jogar a Série B, inclusive, caindo junto com o Moto Club em 1997. Mas, por conta da criação da Copa João Havelange em 2000, retornou à segunda divisão e ficou lá até 2001, quando foi rebaixado.

E assim como o Moto Club, o Mais Querido também já chegou a enfrentar o Vasco em competições nacionais. Foi em 1997, na Copa do Brasil. Na ocasião, o Gigante venceu o Gipão por 5×3 em Aracaju, eliminando a necessidade do jogo de volta (na época, vitória por mais de dois gols de diferença do visitante já classificava o time para a próxima fase em um jogo),

O Sergipe chega à Copa do Brasil 2022 como o campeão sergipano de 2021.

Os confrontos da primeira fase da Copa do Brasil serão sorteados nesta segunda-feira, às 15h. Tanto nesta, quanto na segunda fase, a disputa é em jogo único, sendo que na primeira fase, o visitante (que é o time melhor ranqueado) tem a vantagem do empate. Os 20 times sobreviventes se juntam a outros 12 pré-classificados (times brasileiros da Libertadores e os campeões da Série B, e das Copas Verde e do Nordeste), em uma nova fase que será sorteada e a partir daí, jogos de ida e volta. O campeão garante vaga na Libertadores 2023.

Fonte: Papo na Colina
  • Domingo, 15/05/2022 às 16h00
    Vasco Vasco 1
    Bahia Bahia 0
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quinta-feira, 19/05/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Guarani Guarani
    Campeonato Brasileiro - Série B Brinco de Ouro
  • Quinta-feira, 26/05/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Brusque Brusque
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quinta-feira, 02/06/2022 às 20h00
    Vasco Vasco
    Grêmio Grêmio
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Terça-feira, 07/06/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Náutico Náutico
    Campeonato Brasileiro - Série B Estádio dos Aflitos
  • A definir
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • A definir
    Vasco Vasco
    Londrina Londrina
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir