Luís Manuel Fernandes fala sobre voto para sócios de fora do RJ

02/03/2020 às 21h54 - POLÍTICA

Grande Benemérito Luís Manuel Fernandes inicia seu posicionamento dizendo que esperava que a matéria sobre a inelegibilidade superada. E agora fala sobre a emenda que ele fez, sobre sócios de fora do Rio de Janeiro possam votar. #gevas

Sobre votos de fora do Rio de Janeiro, Luís Manuel Fernandes diz que não há segurança em votação pela internet. #gevas

Luís Manuel trata do artigo 127, parágrafo 2º (matéria que trata de regulamentação do voto fora do estado do Rio de Janeiro). #gevas

Resumo: até agora a maior parte da reunião teve como conselheiros mais atuantes os advogados Renato Brito, Denis Carrega Dias e Leonardo Rodrigues. Os temas que tiveram maior tempo de discussão são os referentes à reprovação de contas e ao do "conflito de interesses". #gevas

Tópico sobre voto para sócios de fora do Rio: tenta-se criar mecanismos para que sócios de fora do Rio tenham condição de votar: colocando a eleição nos finais de semana, abrindo o voto pela internet, ou criando pontos de voto por cédula em outros estados. Está tendo resistência.

Luís Fernandes: "Estou muito surpreso, não houve nenhuma divergência na sessão anterior. A proposta propõe incluir no estatuto a possibilidade de instituir um local de votação em cada região do país desde que regulamentado no regimento da Assembleia Geral..."

"Sinceramente, eu organizei uma Copa do Mundo. Organizar uma eleição do Vasco em cinco regiões para além do RJ com presença das chapas fiscalizando a eleição... Entendo que é uma discussão simples. A proposta é apenas abrir a possibilidade".

Roberto Monteiro fala da possibilidade de cessão de urna eleitoral pelo TSE em anos ímpares.

Monteiro destaca o que Luís Fernandes afirmou. Que só está sendo aberta uma possibilidade e não definindo o voto fora do Rio de Janeiro. "Não estamos dizendo que já está prevalecendo esse modelo. Não estamos deliberando nada sobre o voto de fora do Rio".

Presidente do Conselho Deliberativo pergunta: "Alguém vai sustentar que tem de ser persistido a polêmica de que não seja consignada na forma da emenda do Grande Benemérito Luís Fernandes?".

Denis Carrega Dias já sustentou sua argumentação contra o voto fora do Rio, alegando que não há segurança para isso.

Aprovada possibilidade de voto em urna eletrônica. Apenas um conselheiro se opôs à aprovação.

Fonte: Twitter do Jornalista Fred Gomes - GloboEsporte.com