Renato chuta o balde: As mordomias do Romário têm limite

20/03/2006 às 19h49 - FUTEBOL

O clima entre Romário e Renato, definitivamente, não é dos melhores. Um dia após barrar o Baixinho do clássico contra o Flamengo, com aval da diretoria, o treinador afirmou que \"o Romário não treina e joga quando quer\".

Desaparecido do clube desde a última quarta-feira, quando atuou na derrota para a Cabofriense, Romário jantou no mesmo restaurante que Renato no domingo. Os dois, porém, não se falaram.

- O restaurante era muito grande. Só depois fiquei sabendo que ele estava lá. Mas nada disso abala nossa amizade. Continuamos com a mesma relação de sempre, senão eu não estaria ligando para ele desde sexta-feira - afirmou o treinador.

O Baixinho não atende Renato desde a última quinta, quando o técnico esteve presente no aniversário de um ano da filha do craque, Ivy, e cobrou a presença dele no treino de sexta.

- Eu só quero falar com o Romário, nada mais. Só não pode dar uma de Bin Laden e sumir. O que as pessoas falam de que ele treina e joga quando quer, não é bem assim. Isso tira toda a moral do treinador, toda a moral do grupo. As mordomias dele têm limite. Ele treina conforme as condições dele, a idade, mas sabe que tem que treinar. O único que está contra ele é ele mesmo - concluiu Ren

Fonte: GloboEsporte.com