São Januário vira esperança do Vasco para escapar do Z-4

25/10/2018 às 09h09 - FUTEBOL

A oito rodadas do fim do Brasileiro, para o Vasco é inevitável fazer contas. Com mais 11 pontos, o time chegaria a 45 e, na teoria, teria boas chances de se livrar do rebaixamento. Para dificultar a missão cruz-maltina, quatro dos atuais cinco primeiros colocados do Brasileiro serão adversários: Internacional, Palmeiras, São Paulo e Grêmio. Destes duelos, apenas o com os gaúchos é fora do Rio de Janeiro.

Como o time ainda não venceu fora de casa, a esperança é justamente de que o time consiga um ótimo desempenho nos jogos em São Januário. Na Colina, até agora o aproveitamento é de 72,2%. Contra o Flamengo (empate) e o Corinthians (derrota), o Vasco jogou no Mané Garrincha, em Brasília. Contra o Santos, perdeu no Maracanã.

- Em casa temos que aproveitar e vencer para ficarmos tranquilos e não dependermos de outros resultados. Somos conscientes de qual é nossa briga no campeonato. Temos que entrar concentrados e focados no jogo para não perdermos mais pontos. Na nossa casa sentimos o respaldo, a torcida dá apoio e vira o diferencial que não temos como visitante - disse o argentino Desábato.

Os jogos que faltam para o Vasco:

31-Vasco x Internacional-São Januário

32-Fluminense x Vasco-Maracanã

33-Grêmio x Vasco-Arena Grêmio

34-Vasco x Atlético-PR-São Januário

35-Corinthians x Vasco-Arena Corinthians

36-Vasco x São Paulo-São Januário

37-Vasco x Palmeiras-São Januário

38-Ceará x Vasco-Castelão

Embora jogar contra os clubes melhores classificados seja, em tese, mais difícil, Desábato disse que prefere enfrentar justamente esses adversários, já que o nível de concentração aumenta. Os outros confrontos do Vasco são com Fluminense (Maracanã), Atlético-PR (São Januário) e Corinthians (Arena Corinthians).

- Prefiro jogar contra times da parte de cima da tabela. São jogos que todos querem jogar. Nos preparamos de maneira diferente e a concentração é outra - afirmou o volante.

Na matemática dos sonhos dos vascaínos, a equipe chegaria na última rodada sem risco de rebaixamento. Isto porque o último confronto é no Castelão, contra o Ceará, que também luta para não terminar nas quatro últimas posições da tabela.

Vasco pode interferir na luta do rival Flamengo

Como vai enfrentar quatro concorrentes ao título brasileiro, o Vasco pode interferir na luta do rival Flamengo, atualmente segundo colocado, quatro pontos atrás do líder Palmeiras. Se conseguir os pontos importantes para se manter na Série A, a equipe cruz-maltina corre o risco de ajudar os rubro-negros.

Foto: Reprodução São Januário
São Januário

Fonte: GloboEsporte.com