Vasco recebeu 23 cartões no Brasileirão 2020 até o momento

15/09/2020 às 18h53 - CLUBE

A paralisação das competições, o costume com os novos protocolos de saúde e a mudança de rotina nos clubes não foram as únicas influências diretas da pandemia do novo Coronavírus no futebol. O retorno dos campeonatos com os portões fechados é um fator que gera consequência direta em um aspecto, principalmente no Brasileirão: o número de expulsões.

A quantidade de cartões vermelhos distribuídos para jogadores, treinadores e comissões técnicas nas 10 primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro aumentou incríveis 126% com relação ao ano passado, de acordo com o Espião Estatístico*. Em 2019, foram 19 expulsões, enquanto nessa temporada o número subiu para 43. De todas essas, 31 foram com vermelho direto - 24 jogadores, dois treinadores e cinco membros de comissões técnicas.
 

Das 43 expulsões no Brasileirão 2020 até aqui, foram 36 jogadores, dois treinadores e cinco integrantes das comissões técnicas. Enquanto no ano passado apenas o Fluminense teve quatro expulsos, em 2020 o mesmo número se repetiu quatro vezes, dessa vez com Ceará, Corinthians, Coritiba e Santos. Porém, o Tricolor carioca segue como um destaque negativo, tendo em vista que nessa edição já recebeu três cartões vermelhos.

Veja abaixo um ranking comparativo dos clubes e do número de cartões vermelhos recebidos em 2019 e em 2020:
 

Para o comentarista de arbitragem Paulo Cesar de Oliveira, os jogos acontecerem com portões fechados têm muita influência nessas expulsões, já que os xingamentos vindos das áreas técnicas são escutados mais claramente, porém existem outros fatores que culminam nesse aumento expressivo de cartões distribuídos. Veja abaixo os tópicos listados pelo ex-árbitro.

A intensidade do jogo é muito maior

O reforço da orientação para os árbitros punirem as entradas com a sola da chuteira

A vigilância do VAR, como por exemplo nas expulsões de Danilo Barcelos, do Fluminense, e Jefferson, do Goiás, na rodada 10

O controle na área técnica. Nessa edição os árbitros foram orientados para agir com mais vigor, sem transferir a responsabilidade para o quarto árbitro
 

Destaques positivos em meio ao "mar de cartões"

Mesmo com um crescimento exponencial de expulsões, dois times seguem irretocáveis: Athletico-PR e Botafogo. Assim como em 2019, as duas equipes não receberam nenhum cartão vermelho até a 10ª rodada. Nessa temporada, outro clube que é destaque nesse quesito é o São Paulo, que também segue zerado. Vale lembrar que no último Brasileirão o Tricolor Paulista já havia tido três jogadores expulsos até então.

O time que menos recebeu cartões no Campeonato Brasileiro 2020, tanto amarelos quanto vermelhos, foi o Botafogo, com 15 no total. Logo atrás vem o Atlético-GO, com 16, Bahia, com 17 e o Atlético-MG, com 18. Confira o ranking com o número geral de cartões recebidos pelos 20 clubes da Série A nas 10 primeiras rodadas da competição:

* Estagiário sob supervisão de Roberto Maleson.

*A equipe do Espião Estatístico é formada por: Caio Carvalho, Guilherme Maniaudet, Guilherme Marçal, Leandro Silva, Roberto Maleson e Valmir Storti

 

Foto: Espião EstatísticoTimes com mais cartões no Brasileirão de 2020
Times com mais cartões no Brasileirão de 2020


 

Fonte: ge